Em destaque

20 de Novembro de 2017: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.5027 patacas e 1.1736 dólares norte-americanos.

Legislativas 2017: os candidatos e as propostas da lista 18
Terça, 12/09/2017

Os canais portugueses da TDM apresentam durante o período de campanha eleitoral um perfil das listas candidatas às eleições para a Assembleia Legislativa. Os candidatos e as propostas, com emissão na Rádio Macau às 9h30 e 16h, e no Canal Macau durante o Telejornal.

 

A lista 18 é a Aliança Pr’a Mudança, com um programa ligado às pequenas e médias empresas e assuntos sociais. É liderada por Melinda Chan que já fez dois mandatos de deputada e, nestas eleições, tenta um terceiro mandato. 

 

Melinda Chan é casada com o empresário de jogo David Chow, e substituiu o marido na Assembleia Legislativa em 2009. Chow, que tem vários negócios ligados à hotelaria e aos casinos, foi deputado durante 12 anos em listas que saíram da APRODEM, a Associação Promotora do Desenvolvimento de Macau.

 

A APRODEM teve sempre apoiantes macaenses: foi através desta lista que Jorge Fão chegou a ser eleito deputado, entre 2001 e 2005. Nestas eleições, Melinda Chan reforça a aproximação à comunidade ao trazer Jorge Valente pela primeira vez para as legislativas.

 

Jorge Valente, que ocupa o terceiro lugar nesta lista, é filho do presidente da Associação dos Advogados, Jorge Neto Valente. Tem duas empresas – uma de software e outra de comércio – e é presidente da Associação de Jovens Empresários e presidente da Associação de Jovens Macaenses, com o cargo suspenso até Janeiro.

 

Jorge Valente tem tido visibilidade nos media em português nestas eleições. Isto apesar de, no actual sistema de conversão de votos, ser difícil eleger um candidato na terceira posição.

 

Mais bem posicionado nesta lista está Andy Wu, o segundo candidato. Wu gere uma agência de turismo e é presidente da Associação da Indústria Turística de Macau. Esta é a terceira vez que se candidata com a Alianca p’ra Mudanca, mas nunca foi eleito.

 

Melinda Chan está também ligada à assistência social. Em 2002, criou a Associação de Beneficência Sin Meng, que gere uma creche e faz actividades com jovens e famílias.

 

A actividade social tem-se reflectido nas intervenções na assembleia, muito viradas para os assuntos sociais, como os idosos ou deficientes. Melinda Chan esteve sempre a favor de que a violência doméstica fosse crime público.

 

Mais recentemente, Melinda Chan foi contra a lei de controlo das rendas. Nesse debate disse que estava a apoiar as pequenas e médias empresas.

 

A habitação é um dos pontos do programa político: a lista 18 quer mais construção de habitação pública e terrenos reservados para os residentes permanentes nos novos aterros. Também defende licenças mais rápidas para os pequenos negócios e maior rapidez na aprovação de trabalhadores não residentes. Na educação, a Aliança Pr’a Mudança quer a opção de aprender as duas línguas oficiais nas escolas subsidiadas pelo Governo.

 

Lina Ferreira