Em destaque

20 de Setembro de 2017: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.7133 patacas e 1.2006 dólares.

Hato: Sereno entrega pedido de associações ao Governo
Sexta, 08/09/2017

O cônsul-geral de Portugal em Macau, Vítor Sereno, entregou uma carta à secretária para a Administração e Justiça, Sónia Chan, em que é pedido um apoio extraordinário às 21 associações de matriz portuguesa afectadas pelo tufão Hato.

 

“São organizações sem fins lucrativos, na sua maioria sem receitas próprias ou rendimento expressivo, cuja vida está inteiramente à mercê do subsídio que é concedido através da Fundação Macau. Portanto, o cônsul-geral e a representação diplomática revêem-se na pretensão destas 21 associações. Em nome delas e na missiva, pedi ao Chefe do Executivo que seja concedido um subsídio extraordinário, tendo em conta a gravidade dos danos e o valor que as respectivas reparações comportarão”, indica Vítor Sereno, em declarações à TDM – Rádio Macau.

 

O diplomata acrescenta que existe uma “alternativa” em cima da mesa. As associações afectadas sugerem utilizar “parte do subsídio já concedido no presente ano”, que “não seria utilizada na chamada rubrica original”.

 

No encontro com Sónia Chan, Vítor Sereno abordou ainda a situação dos empresários portugueses. O cônsul-geral já se encontrou com “mais de uma dezena, alguns não falantes de português”.

 

“Tive a oportunidade, juntamente com a minha conselheira comercial, de me deslocar aos locais mais afectados, nomeadamente ao Porto Interior, onde me inteirei in loco de toda a situação”, afirma.

 

Vítor Sereno está disponível para “servir de ponte”, junto do Governo, tal como fez com as 21 associações de matriz portuguesa. O objectivo é que os empresários sejam “ressarcidos o mais depressa possível”.

 

O valor dos prejuízos ainda está por apurar. Contudo, o diplomata português destaca que existe uma “vontade” de todos em reerguer os negócios.

 

Pedro Galinha