Em destaque

20 de Novembro de 2017: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.5027 patacas e 1.1736 dólares norte-americanos.

EPM inicia ano lectivo com 568 alunos e mudanças no mandarim
Terça, 05/09/2017

Apesar dos estragos significativos que foram causados pelo Tufão Hato, a Escola Portuguesa inicia amanhã o ano lectivo praticamente a cem por cento. O director da instituição, Manuel Machado, realça que em menos de quinze dias foi possível recuperar todas as áreas que são frequentadas por alunos, professores e funcionários.

 

“A escola foi bastante afectada pelo tufão Hato mas felizmente conseguiu-se desenvolver os trabalhos de reconstrução em tempo útil de modo a começar o ano lectivo sem problemas de maior. Tudo aquilo que diz respeito aos espaços onde circulam alunos e professores e funcionários, está feito. Há apenas pequenas coisas que precisam de ser terminadas, nomeadamente a substituição de alguns vidros mas as janelas estão entaipadas”, afirmou Manuel Machado.  

 

Neste ano lectivo a escola conta com 568 alunos, um número praticamente idêntico ao do ano passado quando se inscreveram 565 alunos. Uma das novidades no novo ano lectivo são as mudanças na metodologia de ensino do mandarim: a partir de agora os alunos vão ser distribuídos por dois grupos, um para os alunos de língua materna chinesa e outro para os restantes estudantes. Manuel Machado destaca as vantagens pedagógicas desta opção.

 

“Julgamos que estas alterações são extremamente benéficas na medida em que o mandarim vai passar a ser leccionado, tendo em conta os conhecimentos das crianças. Portanto não há demasiada exigência com as crianças que, no princípio, não têm conhecimentos de mandarim, enquanto aqueles que já têm conhecimentos de mandarim podem iniciar os trabalhos num nível superior”, acrescenta. 

 

No ano lectivo que agora começa 391 alunos vão estudar mandarim. Dos 568 alunos inscritos neste ano, 237 vão frequentar o primeiro ciclo, 91 o segundo ciclo, 113 o terceiro ciclo e 127 o ensino secundário.  

 

André Jegundo