Em destaque

20 de Novembro de 2017: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.5027 patacas e 1.1736 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (terça-feira)
Terça, 05/09/2017

Eleições legislativas, a efeméride dos 150 anos do nascimento de Camilo Pessanha e ainda os resquícios da passagem dos tufões pela cidade fazem os principais títulos na imprensa portuguesa.

 

Jornais de Macau em Língua Chinesa

O jornal Ou Mu escreve, em manchete, que o sinal de tempestade e de chuvas intensas esteve hasteado durante sete horas. Houve zonas baixas da cidade que sofreram inundações e algumas derrocadas.

 

O Va Kio entrega o destaque da edição aos avisos da Polícia Judiciária para falsos anúncios do wechat que dizem que o Governo está a pagar para voluntários participarem nas operações de limpeza na cidade.

 

 

O Canal Chinês da Rádio Macau tem estado, ao longo da manhã, a dar destaque às entrevistas aos candidatos das listas seis a dez, às eleições legislativas, com convidados em estúdio.

 

 

Jornais de Macau em Língua Portuguesa

“DSEJ registou 117 casos de bullying este ano” lê-se na primeira página do Jornal Tribuna de Macau onde, também, pontuam fotografias de candidatos às legislativas. “Suspensas 40 candidaturas a fracções económicas”, é outro dos destaques.

 

“Vira o disco e toca o mesmo” escreve o Ponto Final, em manchete, a propósito das declarações de Pereira Coutinho que, na apresentação, do seu programa eleitoral se diz cansado de abordar as mesmas questões. “Jogos electrónicos: o mundo é ainda cruel para as mulheres” é outro dos titulos.

 

“Hato contínuo” é a manchete do Hoje Macau que hoje completa 16 anos de publicação. A gorda refere-se ao processo disciplinar dirigido ao ex-director dos Serviços de Metereologia por causa do tufão Hato. Em grande destaque, a entrevista ao jornalista António Cabrita, em Macau, por causa dos 150 anos do nascimento de Pessanha. “Há uma grande confusão sobre o que é cultura”.

 

Jornais de Macau em Língua Inglesa

“Analistas dizem que há um lado positivo para os casinos atingidos pelos tufões”, é a manchete do Macau Daily Times com foto da avenida Almeida Ribeiro inundada. O jornal também se refere ao fim do serviço da BBC World Service na rádio pública de Hong Kong.

 

O Business Daily fala em arrefecimento na manchete para se referir ás baixas expectativas para a taxa de ocupação nos hotéis em Setembro – queda de 50 por cento, admitem analistas. “BRICS condenam testes na Coreia do Norte” é outro título.

 

O Macau Daily Times escreve, em manchete, “Xi pede solidariedade entre as economias emergentes” durante a cimeira dos BRIC em Xiamen. “Chuvas torrenciais provocam derrocada junto à CEM”, escreve ainda o jornal.

 

Jornais de Hong Kong em Língua Inglesa

O South China Morning Post faz destacar a crise nuclear na Coreia do Norte. “China pede ao norte para recuar entre receios de novo teste nuclear”. Em grande foto, uma fotografia dos líderes da cimeira de Xiamen. “China liberta 80 milhões dólares americanos para impulsionar BRICS”. O jornal publica ainda na primeira página uma fotografia de uma estátua com a bandeira independentista de Hong Kong. “Banner independentista reemerge em campus” universitário.

 

No Standard, “Abraço fatal” é a manchete sobre um caso de adultério. Um homem apunhalou a mulher  a quem abraçou antes de se precipitar do alto do prédio onde ambos habitavam.

 

O China Daily puxa para manchete as conclusões da cimeira dos países BRIC. “Xi pede um só voz”. E ainda, “Aumentem as oportunidades, pedem os empresários”, escutou-se em Xiamen.