Em destaque

22 de Novembro de 2017: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.5027 patacas e 1.1744 dólares norte-americanos.

Eleições: Agnes Lam quer AL a produzir diplomas
Domingo, 03/09/2017

Está apresentado o programa político da plataforma Observátorio Cívico, liderada por Agnes Lam. A lista número 4 nas eleições legislativas propõe-se apresentar projectos de lei se chegar ao hemiciclo.

 

Em declarações à TDM-Rádio Macau, a cabeça de lista diz que uma das prioridades passa pela revisão da Lei do Erro Médico, implementada este ano. Agnes Lam considera que o diploma “tem vária falhas”.

 

Observátorio Cívico defende a criação de um fundo público para intervir “nos casos em que famílias que queiram processar um médico não tenham dinheiro para pagar as contas”. Agnes Lam diz que o fundo poderia avançar com esse dinheiro até haver uma decisão sobre a validade ou não das queixas, um mecanismo, sublinha a candidata, previsto pelos países onde existe legislação deste tipo.

 

Outra proposta da lista número 4 passa pela criação de um diploma que preserve as zonas verdes da ilha de Coloane.

 

“Se queremos mesmo salvar as zonas verdes, não nos podemos fiar em protestos. Deve haver legislação que determine que as montanhas de Coloane sejam para sempre zonas verdes, terrenos que não possam ser ubanizados. Assim, estas áreas estariam protegidas e teriamos zonas verdes para a próxima geração”, afirma a cabeça de lista.

 

Esta é a terceira vez que Agnes Lam concorre à Assembleia Legislativa. A candidata mostra-se confiante na eleição.

 

Rui Cid