Em destaque

20 de Novembro de 2017: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.5027 patacas e 1.1736 dólares norte-americanos.

Pansy Ho “perplexa” com alegadas pressões sobre os SMG
Sexta, 01/09/2017

Pansy Ho confessa-se “perplexa” perante as alegações de que os casinos pressionam os Serviços Meteorológicos em situações de tufão. A presidente da MGM China e da Shun Tak Holdings garante não compreender as vantagens que as concessionárias de jogo retiram das supostas pressões. 

 

“Eu fico perplexa e confusa quando ouço essas especulações ou alegações. Honestamente não vejo quaisquer vantagens para nós. Se os clientes já chegaram e se já precisamos de sofrer com a falta de recursos humanos para atendê-los, porque é que haveríamos de querer colocar uma pressão extra nas nossas próprias capacidades de serviço? O que quero dizer é que estamos nesta situação juntos”, aponta. 

 

A empresária acrescenta que o nível de destruição que foi causado pelo último tufão está a custar mais à empresa do que o volume de negócios que, potencialmente, perdeu durante o mesmo período. “Operamos em Macau, fazemos parte de Macau e não queremos ver vítimas, feridos ou qualquer destruição a afectar os nossos cidadãos. Não há, por isso, nenhuma razão para não assegurarmos, primeiro que tudo, a segurança dos nossos funcionários. É o que vem em primeiro lugar. Todos sabemos que os tufões vão e vêm, não ficam durante semanas ou meses, potencialmente podem afectar-nos apenas um ou dois dias. Colocando as coisas no devido contexto, o nível de danos e destruição que sofremos durante os últimos tufões está-nos a custar muito mais que o volume de negócios potencial que poderíamos ter tido durante o mesmo período”, sustenta.

 

André Jegundo