Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

João Lourenço: "Macau pode perder autonomia e identidade"
Sábado, 11/02/2012

 

As palavras surgem em tom de alerta. O Padre João Lourenço entende que Macau pode perder identidade e autonomia se a opção pelo jogo não for compensada com formação e educação. No programa Rádio Macau Entrevista, o antigo reitor do Instituto Inter-Universitário, actual Universidade de São José, considera essencial a aposta no ensino. 

 

"É difícil decretar a autonomia de alguém por decreto, ela tem de ser sustentada na realidade. O decreto só pode confirmar se a realidade existir. Se a realidade não existir, o decreto faz pouco. Hoje, Macau corre o risco, de facto, de perder essa autonomia porque ela não tem formação, não tem sustentabilidade, está apenas decretada por estatuto. E, para isso, certamente a educação é um contributo significativo e importantíssimo."

 

O director da Faculdade de Teologia da Universidade Católica admite, por outro lado, que, hoje em dia, as instituições de ensino formam muitos alunos que não encontram colocação no mercado de trabalho. Ainda na vertente do ensino, o académico mostra-se contra o Processo de Bolonha, um sistema que "não trouxe vantagens científicas nem académicas".

 

Na entrevista ao jornalista Gilberto Lopes, o padre João Lourenço aborda ainda a crise em Portugal. O teólogo considera que os portugueses vivem com austeridade a mais: "as famílias estão estranguladas com impostos, com a diminuição dos salários e sem capacidade para pagar as dívidas". João Lourenço entende que o país precisa de uma reforma do sistema político,defendendo uma reorganização, por exemplo, do mapa dos municípios . "Não é digno, não é sério que continue a haver municípios com três freguesias".

 

Com larga experiência em Israel, o padre João Lourenço diz que o conflito com a Palestina, na Faixa de Gaza, está ainda longe de ser resolvido. Ainda no campo da política internacional, O director da Faculdade de Teologia da Universidade Católica mostra-se desiludido com a prestação de Barack Obama na presidência dos Estados Unidos. "Dos sonhos míticos que cresceram à sombra do [Barack] Obama, hoje já não sei se resta algum. Em termos de política internacional, creio que todos os grandes objectivos quase se esfumaram. Hoje não vejo que o mundo esteja mais risonho ou esperançado."

 

A entrevista com o Padre João Lourenço é emitida hoje ao meio-dia. Pode ouvi-la também aqui, na página electrónica da Rádio Macau.