Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

AMCM: Economia vai continuar a crescer dentro do esperado
Quinta, 27/07/2017

A Autoridade Monetária de Macau (AMCM) diz que a economia da região vai continuar a crescer ao ritmo esperado. No relatório semestral agora publicado, a AMCM realça que a economia local cresce deste o terceiro trimestre de 2016.

 

O documento refere que a estabilidade monetária e as medidas prudenciais deram uma maior robustez à economia da região. O organismo usa dados do Fundo Monetário Internacional para antecipar o crescimento até final do ano e para 2018. Em 2017, o crescimento deve ser de 2,8 por cento e de 1,7 por cento em 2018.

 

A AMCM ressalva, no entanto, que o crescimento a médio prazo deve ser suportado pelos projectos infra-estruturais que o território tem acolhido, dando o exemplo do novo terminal do Pac On, inaugurado no mês passado, e a Ponte Macau-Zhuhai-Hong Kong, prevista para ser inaugurada no final do ano.

 

No âmbito da cooperação regional, algo crucial para o crescimento sustentado de uma pequena economia como Macau, a Rota da Seda e o projecto para a Grande Baía de Guangdong, nota o documento, ajudam à diversificação económica e a sustentar as expectativas positivas.

 

Este ano, a procura doméstica vai permanecer fraca, mas prevê-se que em 2018 o consumo privado cresça, devido à recuperação económica.

 

No relatório lê-se que Macau tem de estar alerta para os riscos e perspectivas para crescimento a curto prazo, ligados aos ajustamentos da política monetária dos Estados Unidos e a performance económica de alguns dos principais parceiros da região.

 

Quanto à inflação deve manter-se baixa até ao final do ano e as condições no mercado de trabalho estáveis.

 

João Picanço