Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Sands e MGM atraídas por potencial do jogo no Brasil
Domingo, 23/07/2017

A Las Vegas Sands e a MGM estão entre as operadoras norte-americanas interessadas em expandir a actividade no Brasil, de acordo com o Las Vegas Review-Journal.

 

Segundo o jornal, a Sands, que, além de Las Vegas, opera em Macau e em Singapura, identificou o Brasil como tendo um elevado potencial para a indústria do jogo, sobretudo nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

 

O presidente da Sands, Sheldon Adelson, viajou recentemente até ao Brasil, onde teve encontros com o presidente Michel Temer e outros altos funcionários.

 

Após a visita, o líder do município do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, disse ao jornal O Globo que discutiu com Adelson potenciais investimentos na cidade em torno de oito mil milhões de dólares norte-americanos.

 

O Las Vegas Review-Journal, detido pela família de Adelson, dá ainda conta do interesse no mercado canarinho da Ceasers Entertainement e também da MGM Resorts International.

 

Jim Murren, o presidente e administrador executivo da MGM, que opera em Macau em parceria com Pansy Ho, fez também uma visita recente ao Brasil, nota o jornal.

 

Um porta-voz da empresa confirmou ao Las Vegas Review-Journal o interesse no país de 200 milhões de pessoas.

 

Todavia, a profunda crise política que o Brasil atravessa tem sido o grande entrave à aprovação dos projectos de lei que visam a legalização dos jogos de fortuna e azar, de acordo com a avaliação do Instituto Brasileiro Jogo Legal, uma organização não-governamental que defende a legalização do jogo.

 

Hugo Pinto