Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Preços mais caros em Junho pelo quarto mês consecutivo
Sexta, 21/07/2017

O índice de preços no consumidor atingiu em Junho o segundo valor mais alto do ano, aumentando 1,06 por cento em termos anuais. Em termos mensais, tratou-se do quarto crescimento consecutivo do principal indicador da inflação. Em Maio, a subida tinha sido de 0,95 por cento.

 

De acordo com os Serviços de Estatística e Censos, “o crescimento homólogo em Junho foi impulsionado, principalmente, pelo aumento dos preços das refeições adquiridas fora de casa, das consultas externas e dos serviços domésticos, bem como pela subida das propinas escolares, dos preços dos veículos e das tarifas dos parquímetros dos lugares de estacionamento públicos”.

 

No mês passado, em termos anuais, os índices de preços subiram 7,46 por cento na educação e 5,15 por cento na saúde.

 

Já o índice de preços da secção dos produtos alimentares e bebidas não alcoólicas cresceu 1,77 por cento, representando esta secção a maior despesa dos agregados familiares.

 

Por outro lado, os índices de preços das secções das comunicações e da habitação e combustíveis desceram em termos anuais 5,82 por cento e 0,96 por cento, respectivamente.

 

Os dados oficiais indicam que a inflação, ou seja, o índice de preços no consumidor geral médio dos 12 meses terminados em Junho, em relação aos 12 meses imediatamente anteriores, subiu 1,27 por cento.

 

Hugo Pinto