Em destaque

21 de Julho: às 12h30, aos balcões do BNU, 1 euro valia 9.4079 patacas e 1.1630 dólares norte-americanos.

Residentes já com casa dominam aquisições no imobiliário
Segunda, 17/07/2017

Os residentes de Macau que tinham, pelo menos, uma casa lideraram as compras de imóveis para habitação, no primeiro semestre. Os dados foram divulgados, esta segunda-feira e pela primeira vez, no portal da Direcção dos Serviços de Finanças (DSF).

 

Entre Janeiro e Junho, 1358 residentes que eram proprietários de uma casa avançaram para uma segunda habitação e 1744 com dois ou mais imóveis fizeram um novo investimento. As aquisições corresponderam a 53 por cento das 5853 transacções registadas.

 

A DSF indica ainda que, no período em análise, 2483 residentes adquiriram, pela primeira vez, uma casa. O número corresponde a 42 por cento do total.

 

Os não-residentes estiveram envolvidos em 118 transacções, no primeiro semestre. Em 40 casos, a aquisição feita foi de uma primeira habitação, em 22, o comprador já tinha uma casa e, em 56, correspondeu ao investimento de quem já tinha mais de um imóvel em Macau.

 

Já as pessoas colectivas foram responsáveis pela aquisição de 150 imóveis. Oito transacções representaram a compra da primeira habitação e três estavam relacionadas com investimentos numa segunda. Os restantes 139 negócios corresponderam a um investimento em mais do que duas casas.

 

A análise estatística sobre o número de imóveis destinados a habitação que os compradores já possuíam no momento de transacção de outro imóvel pretende informar a sociedade, “de um modo mais profundo”, sobre a situação actualizada do mercado imobiliário. Em comunicado, a DSF nota ainda que quer “elevar a transparência” com a divulgação destes dados.

 

Pedro Galinha