Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Mais de 170 mil inspecções anti-tabaco até Junho
Sábado, 08/07/2017

Os Serviços de Saúde realizaram 170.272 inspecções no âmbito da Lei de Prevenção e Controlo do Tabagismo, entre Janeiro e Junho. No total, foram feitas 3.900 acusações, quase todas estavam relacionadas com fumadores que se encontravam em espaços onde é proibido o tabaco.

 

A maioria dos infractores era do sexo masculino (93,9 por cento) e residente de Macau (51,8 por cento). Em 100 dos casos registados pelas autoridades, as forças de segurança tiveram de ser chamadas para apoiar o trabalho das equipas de fiscalização.

 

De acordo com os Serviços de Saúde, 3299 multas já foram pagas (84,6 por cento). Parques, jardins ou zonas de lazer foram os locais onde se verificaram o maior número de infracções (675). Na lista seguiram-se as paragens de transportes colectivos de passageiros (512) e os espaços comerciais (403).

 

Nos casinos, as autoridades efectuaram 312 inspecções e acusaram 328 pessoas. A maioria era do sexo masculino (93,6 por cento) e turista (83,5 por cento).

 

As equipas de fiscalização detectaram ainda seis casos de venda de produtos relacionados com tabaco que não satisfaziam as normas de rotulagem.

 

Desde a entrada em vigor da Lei de Prevenção e Controlo do Tabagismo, a 1 de Janeiro de 2012, os Serviços de Saúde realizaram mais de um milhão e meio de inspecções e acusaram 41.845 pessoas.

 

Pedro Galinha