Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

GAES rejeita acusação de liberdade académica limitada
Quarta, 05/07/2017

O coordenador do Gabinete de Apoio ao Ensino Superior (GAES), Sou Chio Fai, afirma que os docentes das instituições locais só são obrigados a fazer um relatório das deslocações ao exterior quando viajam em serviço. A reacção surge na sequência da denúncia de que a liberdade académica está a diminuir na Universidade de Macau, ao ponto dos professores terem de reportar sobre viagens a Taiwan.

 

“Qualquer entidade com apoios ou fundos públicos, quando organiza missões oficiais, tem de indicar com que entidades ou pessoas vão se reunir. É uma prática normal. Não tem nada que ver com autonomia pedagógica ou de investigação”, começou por explicar Sou Chio Fai.

 

O responsável do GAES rejeita a ideia de que os docentes têm de fazer relatórios quando viajam a título pessoal. “Não tenho conhecimento destas regras em nenhum serviço público”, garantiu.

 

A denúncia de que a liberdade académica está a diminuir na Universidade de Macau foi feita pelo professor Hao Zhidong, no programa “Talk Show” da TDM – Canal Macau. Sou Chio Fai comentou o caso à margem da apresentação do Balcão do Estudante Internacional, no Instituto Português do Oriente.

 

Pedro Galinha