Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Coutinho lamenta crítica “infundada” ao Gabinete de Ligação
Segunda, 03/07/2017

O deputado José Pereira Coutinho apresentou um pedido de desculpas ao Gabinete de Ligação do Governo Central em Macau. Em causa está a crítica “infundada” que fez ao alegado favorecimento da representação de Pequim a Jorge Valente.

 

No início do mês passado, o Gabinete de Ligação ofereceu um jantar à comunidade macaense e portuguesa, onde discursou o número três da lista encabeçada por Melinda Chan, nas eleições legislativas de Setembro. Coutinho, que também é candidato à reeleição pela via directa, não foi convidado. O mesmo aconteceu com a mandatária da lista que lidera, Rita Santos.

 

“Em primeiro lugar, permitam-me pedir as mais sinceras desculpas pelo comentário que fiz”, começa por afirmar Coutinho, num anúncio publicado na imprensa chinesa. O também presidente da Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau (ATFPM) descreve as expressões que utilizou como “impróprias”.

 

Quando o Ponto Final avançou a notícia, a dar conta de que Coutinho e Rita Santos não marcaram presença no jantar, o líder da ATFPM falou em “interferência” do Gabinete de Ligação. Além disso, referiu que, a partir daquele momento, as eleições não iriam ser “justas”.

 

Ao pedido de desculpas agora divulgado, juntou-se um extenso elogio. O deputado indica que a representação de Pequim tem “prestado sempre muita atenção à comunidade macaense” e contribuído para a “harmonia social”. Coutinho termina o anúncio com “respeito” e “agradecimento” ao Gabinete de Ligação por “dedicar muito tempo à criação de um clima de prosperidade e estabilidade em Macau”.

 

Contactado pela TDM – Rádio Macau, Coutinho não quis fazer mais comentários, remetendo toda as explicações para o anúncio, que foi publicado apenas na imprensa chinesa.

 

De acordo com a TDM – Canal Macau, o Gabinete de Ligação já reagiu, dizendo tomar nota do pedido de desculpas e referindo também que está atento às palavras e ao comportamento de José Pereira Coutinho. O organismo acrescenta que vai continuar a trabalhar de acordo com a lei e em conjunto com o Governo de Macau para que a aplicação do princípio “um país, dois sistemas” continue a ter o sucesso que tem tido até agora. O gabinete diz ainda que vai continuar em contacto próximo com personalidades de diferentes sectores da sociedade. 

 

Pedro Galinha