Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

São João em perigo de não ser realizado
Sábado, 27/05/2017

Os tradicionais festejos de São João podem não acontecer este ano. O alerta é deixado pela presidente da Casa de Portugal, Amélia António, no programa Rádio Macau Entrevista.

 

A responsável adianta que a Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego (DSAT) não autoriza que o arraial decorra no habitual espaço que ocupa no Bairro de São Lázaro. A alternativa apresentada passa por colocar as tendas na Rua do Volong.

 

“Ao pôr tendas, nessa rua, que é estreita e escura, deixa de haver zona de convívio, onde as pessoas podem estar, comer e fazer coisas. Portanto, é completamente ridículo. Penso que, se este problema não for resolvido, as associações não vão fazer o São João”, explica a presidente a Casa de Portugal.

 

Amélia António recorda que, no ano passado, a organização já foi obrigada a pagar os parquímetros situados na zona do Albergue da Santa Casa da Misericórdia, por não poderem ser usados nos três dias da festa. Uma situação que classifica de “ridícula”.

 

No programa Rádio Macau Entrevista, a presidente da Casa de Portugal fez ainda críticas a outras posturas de serviços públicos. Por exemplo, Amélia António denuncia que a Direcção dos Serviços de Finanças está a obrigaras associações a apresentarem, “a partir deste ano”, documentos de início de actividade comercial e industrial, o que contraria os estatutos destas entidades.

 

“Pedem o modelo M1 de início de actividade comercial e industrial. A própria lei do regulamento do imposto de rendimentos diz, claramente, que as associações não estão sujeitas”, nota.

 

A entrevista a Amélia António pode ser escutada na íntegra, este sábado, a partir do meio dia.