Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Mês de Portugal assinalado com teatro, cinema e futebol
Quarta, 24/05/2017

O programa do “Junho, mês de Portugal” conta com 20 eventos, entre os dias 31 de Maio e 2 de Julho.

 

“No Precipício era o verbo” é apresentado no Teatro D. Pedro V, a 4 de Junho. Trata-se de uma peça de teatro que junta no palco o actor André Gago, o músico Carlos Barreto, o filosofo António Caeiro e José Anjos que é poeta. “Da sua poesia e dos seus pensamentos vai surgir um espectáculo muito particular”, explica Ana Paula Cleto, da Fundação Oriente.

 

O programa fica ainda marcado pela apresentação do CD infantil “Castelos no Ar”, um trabalho dos colaboradores da Casa de Portugal. São poemas musicados que, segundo a presidente da associação, Amélia António, são mais uma forma de chegar aos mais novos. “É mais um passo para se levar às gerações mais novas o português e a poesia portuguesa de uma maneira mais fácil, mais aliciante”, adianta.

 

No capítulo das exposições, Ana Pessanha expõe na Casa Garden. O Albergue da Santa Casa da Misericórdia recebe “Nocturno” de Filipe Miguel das Dores. Na residência oficial do cônsul fica patente uma exposição colectiva de gravura.

 

No consulado vão estar expostos cartoons de Rodrigo de Matos. O Clube Militar acolhe uma exposição de pintura portuguesa com Alfredo Luz, Cruzeiro Seixas e João Paulo.

 

O Festival de Gastronomia e Vinho, com José Júlio Vintém e Catarina Álvares, vai decorrer também no Clube Militar.

 

O IPOR vai abrir portas para acompanhar em directo os jogos de Portugal na Taça das Confederações, que tem lugar na Rússia.

 

No que toca à sétima arte, são vários os filmes portugueses a exibir entre os dias 30 de Junho e 2 de Julho, na Cinemateca Paixão. Segundo Ana Paula Cleto entre os filmes a apresentar em Macau estão, entre outros, “O Cinema, Manoel de Oliveira e Eu” de João Botelho, Macabre de Jerónimo Rocha e João Miguel Real e “Pedro” de André Santos e Marco Leão.

 

Como já era sabido, João Caetano dá um concerto no dia 2 de Junho e Joaquim Furtado marca também presença no evento, numa palestra agendada para 13 de Junho.

 

A Livraria Portuguesa vai ainda oferecer descontos de 20 por cento em todos os produtos.

 

O evento “Junho, mês de Portugal” está avaliado em cerca de um milhão de patacas, valor que tem como base o valor gasto no ano passado, segundo Vítor Sereno, cônsul-geral de Portugal. O Banco Nacional Ultramarino é o principal patrocinador – contribui com 70 mil patacas.

 

Os bilhetes para todos os espectáculos são gratuitos. Estão disponíveis a partir de amanhã na Casa de Portugal.