Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Associações: “Governo propôs aumentos de 5 por cento”
Terça, 31/01/2012

O Governo apresentou uma proposta concreta de aumentos para a função pública na reunião de ontem da Comissão de Deliberação das Remunerações dos Trabalhadores da Função Pública, de acordo com as associações representadas no organismo, que contradizem o que deixou entender, no final do encontro, José Chu, director dos Serviços de Administração e Função Pública.
A informação foi avançada, hoje, por algumas das associações que participaram na reunião, incluindo a Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau (ATFPM).
Em declarações à Rádio Macau, o presidente da ATFPM, José Pereira Coutinho, revelou que, apesar de nada ter ficado decidido, “o Governo já tinha uma proposta na mesa, que era de 4,9 por cento.” Segundo o dirigente associativo, a proposta foi “imediatamente rejeitada pela maioria dos membros da Comissão”.
Pereira Coutinho espera que a Comissão recentemente criada volte a reunir-se “o mais breve possível”, dentro de “um ou dois dias”.
Na última reunião, a ATFPM defendeu uma subida salarial na ordem dos 7 por cento. Já a Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Origem Chinesa (ATFPOC) não apresentou nenhuma proposta concreta, mas defende um aumento salarial não inferior à taxa de inflação no final de 2011, ou seja, 5,8 por cento.
Um dos membros da ATFPOC disse à Rádio Macau que a associação concorda que ainda é preciso algum tempo para se decidir o valor da subida. No entanto, a ATFPOC espera que uma proposta seja entregue pela comissão ao Governo “o mais cedo possível”.
Por outro lado, a Associação dos Técnicos da Administração Pública defendeu um ajustamento salarial na ordem dos 6,9 por cento.