Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 16/05/2017

A detenção de três polícias, suspeitos de associação criminosa e abuso de poder, o caso Ho Chio Meng e as conclusões do fórum para a cooperação internacional “Uma faixa, uma rota” marcam as edições do dia.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun tem como destaque o fórum para a cooperação internacional “Uma faixa, uma rota”, que teve lugar em Pequim, entre domingo e ontem. O jornal indica que 270 metas foram atingidas para reforçar os contactos entre os vários países abrangidos pela iniciativa. A segunda edição do evento está já marcada para 2019.

 

No Va Kio, o caso dos três agentes da polícia detidos por suspeitas de associação criminosa e abuso de poder preenche parte da primeira página. Os homens terão aceitado subornos de pessoas que queriam entrar, de forma ilegal, em Macau.

 

Ou Mun Tin Toi

 

A estação de rádio Ou Mun Tin Toi olha, esta manhã, para a habitação. Em Abril, o preço médio do metro quadrado atingiu 95.817 patacas. Trata-se de um aumento anual superior a 21 por cento.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau adianta que “problemas familiares fomentam pedidos de ajuda psicológica”. Estes casos representam 46,3 por cento das consultas dadas num centro gerido pela Associação Geral das Mulheres de Macau. Outros destaques da edição vão para as queixas dos guias turísticos, que enfrentam dificuldades económicas, e a abertura do Terminal Marítimo de Passageiros do Pac On, na próxima quinta-feira.

 

O Hoje Macau ouviu o advogado Sérgio de Almeida Correia, que contesta as subconcessões e critica o Governo, por fazer tábua rasa da questão. Na opinião do causídico, a realidade é “bizarra” e potencia “conflitos e práticas corruptas”. Na Liga Elite, “canarinhos marcam passo”, depois de terem empatado na última jornada.

 

O Ponto Final titula “polícias e ladrões” para se referir ao caso dos agentes do Corpo de Polícia de Segurança (CPSP). O secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, já ordenou a abertura de processos disciplinares. Com “lágrimas e desaguisados” terminaram as alegações finais do caso Ho Chio Meng.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily escreve uma “defesa emocional” para dar conta das declarações de Ho Chio Meng. O antigo procurador negou, ontem, todas as acusações de que é alvo e alegou que o caso em que está envolvido faz parte de uma “vingança”. A detenção dos três polícias também está na primeira página do jornal financeiro.

 

O Macau Daily Times aborda a tentativa de acordo entre o Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais e os vendedores de aves vivas. No jornal está ainda a garantia de Xi Jinping de que a iniciativa “Uma faixa, uma rota” não tem qualquer agenda política.

 

O Macau Post Daily fala nos planos de cooperação “mais abrangentes” na iniciativa “Uma faixa, uma rota”. O esquema de entrada ilegal de não residentes, que envolve três suspeitos do CPSP, também está entre as referências do dia.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O China Daily faz manchete com a iniciativa “Uma faixa, uma rota”, titulando “andar com a história para a frente”. O presidente chinês, Xi Jinping, falou, ontem, para uma plateia de quase 30 líderes mundiais e referiu que o projecto pertence a todo o mundo. A segunda edição do evento está marcada para 2019.

 

O South China Morning Post tem como principal destaque o mesmo tema. No destaque fotográfico do jornal da região vizinha estão Xi Jinping com os presidentes da Rússia e do Vietname. Na edição desta terça-feira está ainda o caso dos requerentes de asilo que ajudaram Edward Snowden, em 2013. Os pedidos foram rejeitados e, agora, enfrentam a deportação de Hong Kong.

 

No Standard lê-se que Hong Kong “escapou” ao ataque informática WannaCry. Apenas 15 casos foram registados. No entanto, a história é bem diferente na China Continental. Cerca de 30 mil organizações – públicas e privadas – foram afectadas.