Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Satisfação dos turistas no ponto mais alto desde 2011
Segunda, 15/05/2017

O índice de satisfação dos turistas que visitam Macau subiu no quarto trimestre de 2016 para o nível mais elevado dos últimos cinco anos.

 

De acordo com o estudo do Instituto de Formação Turística, o sector dos eventos continua a ser o que gera maior satisfação entre os visitantes.

 

Já os guias e operadores turísticos tiveram o pior resultado do quarto trimestre do ano passado entre os indicadores avaliados, mas, ainda assim, registaram uma melhoria face ao mesmo período de 2015.

 

Houve aumentos em todos os dez sectores alvo deste estudo feito com base nas opiniões de 1069 turistas que visitaram Macau entre Outubro e Dezembro do ano passado.

 

Numa escala de 0 a 100, o índice de satisfação turística fixou-se, no quarto trimestre de 2016, em 72,5, o valor mais elevado desde o primeiro trimestre de 2011 e o segundo mais alto desde que o Instituto de Formação Turística começou a compilar estes dados, no terceiro trimestre de 2009.

 

À semelhança do que aconteceu nos últimos três meses de 2015, também no mesmo período do ano passado foram os eventos que geraram a maior satisfação: 77,1 pontos. Seguem-se os casinos, com 74,4 pontos, a segunda maior recuperação do período – mais 6,8 pontos face a 2015.

 

Em terceiro lugar surge a satisfação com os transportes e, logo atrás, praticamente com a mesma pontuação, 73,1 e 73 pontos, estão, respectivamente, o comércio e os hotéis.

 

Com 72,6 pontos, encontramos, no sexto lugar, os serviços de imigração, protagonistas do maior aumento – foram 7,2 pontos mais do que em 2015. Depois aparecem as atracções não relacionadas com o património (71,7), os restaurantes (70,7), e, em penúltimo lugar, as atracções do património (69,7).

 

Por fim, aparecem os guias e operadores turísticos, que, apesar do nível mais baixo do trimestre (68 pontos), tiveram o melhor resultado desde 2010 (quando tiveram 71.2 pontos).

 

Dos 1069 inquiridos, 91,1 por cento disseram ter visitado Macau em férias e a maior fatia, 25 por cento, veio atraída, sobretudo, pelas compras. A gastronomia foi o principal para 21,3 por cento e o património mundial para 16,2 por cento. Apenas 8,1 por cento disseram ter vindo, principalmente, para jogar.