Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Vasco Fong sugere não divulgação de crimes nas redes sociais
Quinta, 11/05/2017

A divulgação de fotografias ou vídeos com actos possivelmente ilícitos deve ser feita apenas junto das autoridades competentes. A ideia é defendida pelo coordenador do Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais (GPDP), Vasco Fong, em reacção ao caso que envolve Albano Martins.

 

O presidente da ANIMA – Sociedade Protectora dos Animais é suspeito de violar a Lei da Protecção de Dados Pessoais, depois de ter partilhado um vídeo no Facebook, em que um agente da Polícia Judiciária estava a maltratar um cão. “Esse conteúdo de filmagem contém algum ilícito? Numa situação normal, reencaminhamos toda a informação para o órgão competente para investigar. E ponto final”, comentou Vasco Fong.

 

O caso não está a ser investigado pelo GPDP. No entanto, o director do organismo olha para os contornos na “lógica do legislador”. “Se passamos [o vídeo] para os meios de comunicação, qual é a finalidade deste acto?”, questionou.

 

As declarações de Vasco Fong foram feitas, esta tarde, durante o balanço da actividade do GPDP em 2016.