Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Sulu Sou: Zhang Dejiang não viu “verdadeira face de Macau”
Terça, 09/05/2017

O presidente da Assembleia Popular Nacional, Zhang Dejiang, não viu a “verdadeira face de Macau”, disse à TDM – Rádio Macau Sulu Sou, vice-presidente da Associação Novo Macau.

 

Sulu Sou considera que “o facto de o Governo ter bloqueado as ruas e as zonas que Zhang Dejiang visitou”, o número três da hierarquia chinesa não está a poder “ver a verdadeira face de Macau”.

 

De acordo com o vice-presidente da Novo Macau, “os residentes querem melhorias na habitação, no trânsito ou nas questões dos terrenos. Zhang Dejiang disse que Macau é uma sociedade muito bem-sucedida e alegre, mas isso não é o que as pessoas pensam na realidade”.

 

Aproveitando a visita de Zhang Dejiang à Assembleia Legislativa, esta manhã, a Associação Novo Macau entregou no local uma carta dirigida aos deputados e também ao Chefe do Executivo e ao presidente da Assembleia Popular Nacional, apelando ao início da reforma política rumo ao sufrágio universal para o líder do Governo.

 

Sulu Sou defende que essa é uma responsabilidade do Executivo de Macau: “Acreditamos que o poder de iniciar o processo de reforma política pertence ao Governo de Macau e que é responsabilidade do Governo Central aceitar essa reforma política”.

 

A Novo Macau tem vindo a insistir, nos últimos anos, na introdução do sufrágio universal para a eleição do Chefe do Executivo, argumentando que o Governo tem esse poder.

 

No entanto, o Executivo argumenta que o processo só pode ser iniciado por Pequim.