Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 02/05/2017

Em destaque nos diários locais estão as manifestações do 1º de Maio. Em Hong Kong, os jornais publicam notícias diferentes nas primeiras páginas, como o aumento do período de moratória sobre a pesca em águas chinesas ou as medidas anti-terrorismo no metro, a poucos meses da visita de responsáveis do Governo Central.

                                                                   

Jornais de Macau em língua chinesa

 

No Ou Mun está em destaque um acidente a envolver uma criança de 3 anos. O menino caiu da janela de um sétimo andar, enquanto o pai dormia. A criança sobreviveu ao acidente, porque acabou por cair numa plataforma no quinto andar do prédio, e está agora hospitalizada.

 

O Va Kio não é publicado hoje, por causa do feriado de ontem do Dia do Trabalhador.

 

Ou Mun Tin Toi

 

O canal chinês de rádio da TDM diz que está a decorrer esta manhã a primeira sessão plenária deste ano do Conselho para os Assuntos das Mulheres e Crianças. Os membros da comissão vão discutir, entre outros temas, a execução da lei da violência doméstica. O secretário para os Assuntos Sociais e Cultura não presidiu à reunião, porque tinha um assunto importante para tratar, explicou a vice-presidente da comissão, Vong Yim Mui.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Hoje Macau dedica grande parte da primeira página à manifestação do 1º de Maio, com o título “Pearl Horizon - A casa dos protestos”. Destaques de capa remetem ainda para as notícias da proibição de venda de aves vivas nos mercados de Macau e também do impedimento de um deputado democrata de Hong Kong de atravessar a fronteira para este lado.

 

No Jornal Tribuna de Macau a manchete diz “Líder da ANP deve trazer orientações ‘importantes’”. O presidente do Comité Permanente da Assembleia Popular Nacional visitará a RAEM na próxima semana para se inteirar sobre o desenvolvimento actual do território. A fotografia publicada na primeira faz referência às manifestações do Dia do Trabalhador: “Pearl Horizon marcou protestos do 1º de Maio”. Noutro título do JTM lê-se ainda que “Receitas dos casinos subiram 16 por cento em Abril”.

 

O Ponto Final titula “embrulhada polaca” porque um residente não permanente, de nacionalidade polaca, foi detido quando se preparava para viajar para Hong Kong. Simon Lam permaneceu 12 horas sobre custódia policial e recebeu depois um ultimato para abandonar o território até amanhã. Sobre o Dia do Trabalhador, este matutino escreve “um mar de gente, três dedos de causas”. 

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

“Reformas são cruciais ao sonho chinês” é o título do China Daily, que publica casos de sucesso de pessoas de zonas rurais que conseguiram ir para as cidades onde tiveram acesso a uma melhor educação e serviços médicos.

 

O South China Morning Post dá conta, na primeira página, que o metro de Hong Kong está a realizar simulacros de grande escala contra ataques-terroristas, por ocasião da visita, em Julho, de líderes chineses para a celebração do 20º aniversário da transferência de soberania. O destaque fotográfico remete para a passagem do presidente da Indonésia, Joko Widodo, por Hong Kong.

 

Já o Standard escreve “proibição à pesca aumenta preços”. Este ano, o Ministério da Agricultura da China alargou o período de moratória sobre a pesca a três meses e meio, o que, de acordo com este jornal, poderá levar à redução para metade no fornecimento de peixe em Hong Kong e resultar, assim, numa subida dos preços.