Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Relatório da União Europeia reitera preocupações antigas
Quinta, 27/04/2017

O relatório anual da União Europeia sobre Macau reitera preocupações antigas sobre a situação política e social do território. No plano económico, destaque para a queda de 20,2 por cento das exportações dos 27 Estados Membros para o território durante o ano passado, para um valor de 603 milhões de euros.

 

Já as importações da RAEM para a UE desceram 6,5 por cento para os 86 milhões de euros. Resultado, diz o relatório anual, da acentuada recessão que afectou a economia local durante o ano passado. 

 

Ainda no que toca à situação económica, o relatório destaca o crescente custo de vida e da habitação que a população local enfrenta.  E também a severa escassez de mão-de-obra, agravada pelo facto da importação de trabalhadores se ter tornado num assunto “cada vez mais melindroso do ponto de vista político”. 

 

Em 2016, as instituições europeias dizem que o princípio “Um país, dois sistemas” continuou a funcionar bem e que os direitos e liberdades fundamentais dos cidadãos são respeitados, isto apesar de crescentes preocupações sobre a autocensura nos meios de comunicação social chineses. 

 

A União volta a recomendar um maior envolvimento popular na eleição do Chefe do Executivo, reconhecendo que a Lei Básica não contempla a possibilidade de sufrágio universal. Preocupação também dirigida para a crescente discriminação com base na orientação sexual e na identidade de género.