Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Quinta-feira)
Quinta, 27/04/2017

Concertação social e o regime fiscal de Macau são dois dos temas hoje em foco na imprensa local. Já o primeiro porta-aviões construído na China preenche as primeiras páginas dos jornais de Hong Kong.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O Ou Mun fala do primeiro porta-aviões construído no China que foi apresentado durante uma cerimónia realizada no estaleiro da empresa China Shipbuilding Industry, em Dalian.

 

No Va Kio as declarações do secretário para a Segurança sobre a ponte Hong Kong- Macau- Zhuhai. Wong Sio Chak adianta que Macau vai cooperar com as autoridades da China.

 

Ou Mun Tin Toi

Esta manhã, a Ou Mun Tin Toi dá conta dos planos do Governo para a construção da habitação social na Rua Central de Toi San. São mais de cinco centenas de fracções. Hoje decorreu a abertura do concurso público para a construção.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

“A Voz do Operário” lê-se na primeira do Hoje Macau. O jornal adianta que é pedida, na Concertação Social, maior representatividade do sector laboral. Em foco, no topo da página, o Festival Hush - “Música vai dar à costa em Hac-Sá”.

 

No Jornal Tribunal de Macau o destaque vai para a Escola da Caritas: “A escola de ensino especial onde se aprende a ser feliz”. O jornal adianta que Gabinete de Dados Pessoais avalia base de “junkets”. A proposta foi da Associação de Mediadores de Jogos e Entretenimento de Macau.

 

O Ponto Final titula “Hemiciclo não acautelou fuga de capitais”. Para a comissão que analisa o diploma das trocas fiscais esse não é o teor do diploma, nem a preocupação dos deputados. Em destaque ainda a liberdade de imprensa no território: “Macau nem tido, nem achado” no relatório da organização Repórteres Sem Fronteiras.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O regime fiscal de Macau é um dos mais simples da região da Ásia-Pacífico, segundo um relatório da Deloitte que faz hoje o destaque principal do Business Daily. O jornal dá conta também dos resultados da Wynn Macau, que ultrapassaram expectativas dos analistas.

 

O Macau Daily Times puxa para manchete a China que exibe o primeiro porta-aviões construído no país, no estaleiro de Dalian. O jornal adianta também que o esquema de vistos de Xangai para serviços domésticos é um desafio para Macau.

 

O Macau Post Daily destaca o caso do recém-nascido que foi encontrado no lixo na Areia Preta, por um funcionário da empresa de recolha. Em outra chamada de capa o jornal fala do Papa que pede ao mundo para mostrar mais solidariedade com os pobres e os fracos.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

Na primeira do China Daily está em foco o primeiro porta-aviões construído no país. O jornal dá aida conta da detenção dos dois antigos deputados do Conselho Legislativo de Hong Kong, Sixtus Leung e Yau Wai-ching – “Separatistas detidos por interrupção no Legco”, lê-se na primeira do matutino.

 

O South China Morning Post diz que a China entra numa nova era com o primeiro porta-aviões construído no país. O jornal revela ainda os valores que Carrie Lam, a próxima Chefe do Executivo de Hong Kong, recebeu em donativos na campanha para as eleições.

 

A detenção de Sixtus Leung e Yau Wai-ching é também um dos temas que o Standard puxa para a primeira. Ainda em foco um apartamento com dois quartos que custa mais de 10 milhões de dólares de Hong Kong. O apartamento tem 593 metros quadrados.