Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

FMI: Economia de Macau deve continuar a crescer até 2018
Quarta, 19/04/2017

A economia de Macau deve crescer este ano 2,8 por cento e 1,7 por cento no próximo ano. São as projecções elaboradas pelo Fundo Monetário Internacional, divulgadas nesta terça-feira através do World Economic Outlook, que prevê também que os baixos níveis de desemprego são para continuar: a taxa de desemprego deverá manter-se nos dois por cento até 2018.

 

Já os preços ao consumidor vão fixar-se nos dois por cento em 2017 e nos 2,2 por cento em 2018. A conta corrente da balança de pagamentos vai continuar a registar um superavit: crescendo para os 29,5 por cento do Produto Interno bruto em 2017 e 30,5 por cento do PIB em 2018. Em 2022, no entanto, deverá fixar-se nos 29,3 por cento do PIB.

 

Para 2022 o Fundo prevê ainda que a economia local volte a acelerar com um crescimento de 3,8 por cento. No mesmo ano, os preços ao consumidor vão fixar-se nos três por cento.

 

O FMI diz que o crescimento da economia global vai acelerar em 2017, com a recuperação dos níveis de investimento, da produção fabril e do comércio.

 

Para este ano, o crescimento mundial deve fixar-se nos 3,5 por cento e nos 3,6 por cento em 2018, isto comparado com os 3,1 por cento registados em 2016.

 

A organização deixa, no entanto, avisos às propostas económicas proteccionistas que estão em ascensão tanto na Europa como nos Estados Unidos, dizendo que constituem uma ameaça à integração económica global que tem alimentado o desenvolvimento de muitos países.