Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Consumidores de Macau mais confiantes menos na habitação
Terça, 11/04/2017

Os índices de confiança dos consumidores de Macau no primeiro trimestre de 2017 aumentaram significativamente, à excepção da procura e compra de casa. A conclusão do Instituto de Estudos de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau mostra que os preços elevados do imobiliário na Região continuam a preocupar os consumidores. Nos primeiros três meses do ano, a queda colocou o valor da confiança nos 53,37 pontos. O valor mais baixo desde o período compreendido entre Março e Junho de 2012.

 

A tendência também é descrita com o preço médio do metro quadrado nas áreas de residência, com um aumento de 7,4% no último trimestre de 2016.

 

Porém, a confiança, no geral, até aumentou. Diz o estudo que os consumidores de Macau estão cautelosamente optimistas. Em áreas como a economia, o emprego e as condições de vida, os números aumentaram substancialmente.

 

O índice de confiança dos consumidores de Macau fixa-se agora nos 86,35 pontos, um acréscimo de 2,72 pontos, que resulta em mais 3,26 por cento em relação ao último trimestre do ano passado.