Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Segunda-feira)
Segunda, 03/04/2017

Os últimos oito meses dos casinos estão em destaque na imprensa de Macau. Crescimento atingiu ponto mais alto do referido período em Março.

 

Imprensa de Macau em língua chinesa

No Ou Mun protesto nas ruas de Macau por culpa do aumento de taxas para motas. Em Junho é esperada a referida subida.

 

No Va Kio o Chefe do Executivo esteve reunido com jovens de Macau. Foi pedida mais atenção e proximidade do Governo para as pessoas desta faixa etária.

 

Ou Mun Tin Toi

O destaque da estação de rádio em língua chinesa da TDM, Ou Mun Tin Toi, destaca a criação de um Comité Público para promover a modernização da reforma administrativa.

 

Imprensa de Macau em língua portuguesa

No Jornal Tribuna de Macau, sabemos que o Governo rejeitou "excepções" nos prazos dos terrenos. Também em entrevista a preocupação de Anthony Wong sobre o crescimento dos casinos no Japão.

 

O Hoje Macau diz-nos que os deputados querem encontro com Chui Sai On sobre a Lei de Terras. Já a historiadora Celina Veiga de Oliveira, em entrevista, crê que "Macau sempre foi especial."

 

No Ponto Final, uma reportagem de fundo sobre o autismo. O mote diz-nos que é uma luta "contra a vergonha e a indiferença."

 

Imprensa de Macau em língua inglesa

O Macau Post Daily faz a reportagem do encontro de Chui Sai On com alguns jovens do território, chamado de "convergência dos mil talentos."

 

O Macau Daily Times fala-nos do maior crescimento em 8 meses da indústria do jogo. Março foi um mês para deixar os empresários satisfeitos.

 

O Business Daily segue o mesmo caminho e destaca os últimos oito positivos meses dos casinos.

 

Imprensa de Hong Kong em língua inglesa

No South China Morning Post, os Hospitais dizem que urge criar uma base de dados para o combate aos surtos de gripes e outros vírus.

 

No China Daily, sabemos que o Governo vai desenvolver uma nova área na região norte e paralela à zona económica especial de Shenzhen. Xiongan é a nova área escolhida por Pequim.

 

No jornal Standard, entrevista com Bernard Chan, antigo chefe de campanha de Carrie Lam, que diz a Chefe do Executivo eleita vai ter algumas dificuldades em conseguir formar governo, pois, segundo refere, é como "pedir a alguém que mergulhe num mar de chamas".