Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Quarta-feira)
Quarta, 22/03/2017

A carne do Brasil está na ordem do dia. Macau e Hong Kong apreensivos com a importação dos alimentos alegadamente contaminados.

 

Imprensa de Macau em língua chinesa

 

No Ou Mun é feito um balanço do crescimento económico de Macau. A economia voltou a dar sinais positivos.

 

No Va Kio ficamos a saber que o Governo adiou a decisão sobre a carne vinda do Brasil. Aves vivas à venda nos mercados recebem a nega por parte das autoridades.

 

Ou Mun Tin Toi

 

A estação em língua chinesa da Rádio Macau abriu um debate sobre a questão da carne. Todos concordam quem carne viva à venda é hipótese fora da discussão.

 

Imprensa de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau faz manchete com as escolas que ainda registam casos de castigos corporais.

 

O Hoje Macau fala do chumbo no debate de ontem na AL: "Conversa acabada", escreve o diário.

 

Já no Ponto Final encontramos uma reportagem sobre o novo capítulo da biografia de Jorge Sampaio. Críticas ao desempenho de Vasco Rocha Vieira percorrem as memórias do antigo Presidente da República Portuguesa.

 

Imprensa de Macau em língua inglesa

O Macau Post Daily cita o presidente do IACM, José Fonseca Tavares, ao informar que Macau vai banir a importação de carne vinda do Brasil.

No Macau Daily Times ficamos a saber o insólito caso do habitante de Taiwan que desapareceu após aterrar em Macau.

O Business Daily diz-nos que a confiança dos trabalhadores dos casinos no futuro da sua profissão caiu relativamente ao ano passado. 

Imprensa de Hong Kong em língua inglesa

 

No South China Morning Post, o destaque contém uma fotografia de Cheung Suet-ling, campeã do Mundo de veteranos, natural de Hong Kong e tem 93 anos... Ela que deseja ver mais gente da terceira idade a fazer desporto.

 

China Daily escreve que para Xi Jinping, "a inovação é um foco comum". Declarações à margem do encontro com o líder de Israel Benjamin Netanyahu.

 

No The Standard, a manchete é clara: "Toda a carne do Brasil foi banida".