Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Reserva financeira fixada em 438,7 mil milhões
Terça, 21/03/2017

No final de 2016, a reserva financeira de Macau era de 438,7 mil milhões de patacas, valor que representa um aumento anual de 27 por cento, de acordo com as estimativas preliminares da Autoridade Monetária.

 

Deste valor, a reserva básica representava 132,8 mil milhões e a reserva extraordinária 305,9 mil 900 milhões.

 

A entidade reguladora deu conta de rendimentos de 3,31 mil lilhões devido aos investimentos feitos ao longo do ano passado.

 

A Autoridade Monetária diz que, em 2016, houve uma rentabilidade anual de 0,8 por cento, um crescimento ligeiro em comparação com o retorno de 2015, que foi de 0,7 por cento.

 

Apesar de a entidade reguladora destacar a “adopção de estratégias de investimentos de segurança e de eficácia”, houve perdas a registar.

 

A maior, de 2,070 milhões de patacas, verificou-se nos mercados cambiais, que ficou marcado por “grandes flutuações”, sobretudo da libra, que desvalorizou 16 por cento face ao dólar, e do renminbi, que, em 2016, sofreu a maior quebra dos últimos oito anos e meio,  perdendo 7 por cento do seu valor.

 

Já os investimentos na bolsa deram prejuízos de 500 milhões.

 

O único que acabou por ser rentável no ano passado foi o investimento feito em títulos de dívida, que voltaram a ser a maior fonte de rendimentos da reserva financeira, representando 3,16 mil milhões de patacas.

 

Valeram ainda os juros anuais dos depósitos, que se traduziram em 2,73 mil milhões.

 

Para este ano, a Autoridade Monetária prevê que “a tendência global dos produtos de títulos de dívida encontre mais obstáculos”.