Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 21/03/2017

A inauguração dos semáforos na Ponte de Amizade é um dos destaques da imprensa regional de hoje. Em Hong Kong fala-se de multas para quem não separar o lixo.

 

Imprensa de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun vai ser mais difícil tirar a carta de motos em Macau. Os novos exames prometem maior exigência para quem queira guiar na estrada.

 

Va Kio há pormenores do caso dos falsos cartões de casinos. Foram apreendidos muitos dos utensílios utilizados na contrafacção dos ditos cartões. O jornal tem fotografias de alguns suspeitos detidos na manchete.

 

Ou Mun Tin Toi

 

A estação de rádio em língua chinesa da TDM dá destaque aos novos semáforos da Ponte da Amizade, que começaram a trabalhar hoje às 11 da manhã.

 

Imprensa de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau destaca a aposta do Instituto Politécnico de Macau no português. O acordo entre o IPM, o Camões e o Instituto da Cooperação e da Língua faz manchete no diário, que destaca também Edith Silva, eleita ontem presidente do conselho de curadores da EPM.

 

O Hoje Macau dá destaque à actualidade internacional. As eleições de Timor-Leste fazem a foto de primeira página e é titulado "o quarto do povo", numa referência ao quarto presidente do país, deixando a questão sobre se é necessária uma segunda volta.

 

O Ponto Final diz que vem uma revolução a caminho. Referindo-se às obras que vão acontecer na Escola Portuguesa. No campo cultural, entrevista a Dércia Sara Feliciano. Chama-lhe o jornal "Uma Deusa passeando pela brisa da tarde."

 

Imprensa de Macau em língua inglesa

 

O Macau Post Daily faz manchete com a cooperação que é pedida por Taiwan. O território quer maior proximidade com Macau.

 

O Macau Daily Times continua a tratar o tema do assassínio de Kim Jong-nam. Sabemos aqui que a Malásia procura ainda mais suspeitos.

 

O Business Daily diz-nos que apesar de Macau ter registado um grande aumento de compras online no último trimestre de 2016, o consumo permaneceu praticamente inalterado.

 

Imprensa de Hong Kong em língua inglesa

 

Em Hong Kong, preocupações ambientais. Wong Kam-sing, ministro do ambiente, quer reduzir a quantidade de lixo por família e por isso propôs uma taxa de 51 dolares de Hong Kong para cada família na cidade.

 

No China Daily, a manchete é com o primeiro-ministro. Li Keqiang, no fórum de desenvolvimento da China, disse que o diálogo é a melhor forma de acabar com as tensões existentes.

 

Por fim, o The Standard, também vai à questão do ambiente e acrescenta que há uma multa de 1500 dólares de Hong Kong sobre quem reciclar mal. É a nova lei do lixo, como lhe chama o diário.