Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (segunda-feira)
Segunda, 13/03/2017

O relatório demolidor do Comissariado contra a Corrupção (CCAC) sobre ilegalidades na contratação de pessoal pelo Instituto Cultural é um dos temas em grande destaque nos diários locais. Em Hong Kong, os matutinos dão honras de primeira página a um fórum que colocou frente a frente os três candidatos a Chefe do Executivo.

                                                                   

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun diz que os representantes de Macau na Assembleia Popular Nacional sugeriram ao Governo de Pequim que facilite a vinda de cidadãos de mais cidades chinesas até Macau.

 

No Va Kio a manchete é feita com um confronto entre dois grupos de pessoas na noite passada. Quando a polícia chegou ao local algumas pessoas ofereceram resistência e insultaram os agentes. O episódio terminou com a detenção de quatro homens.

 

Ou Mun Tin Toi

 

O canal chinês de rádio da TDM diz que estão marcadas as eleições legislativas para o dia 17 de Setembro. A data é publicada esta manhã em Boletim Oficial.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Hoje Macau publica uma entrevista a Lam U Tou, presidente da Sinergia Macau, que afirma haver “algo de irracional na Assembleia Legislativa”. Uma chamada de capa faz ainda referência ao relatório do CCAC que aponta falhas graves no recrutamento de pessoas pelo Instituto Cultural.

 

“Final de Março com três governantes de Lisboa” é o título do Jornal Tribuna de Macau sobre a vinda a Macau do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, o do Ambiente, Carlos Martins, e o dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade. No destaque fotográfico lê-se “Instituto Cultural desviou-se da lei”.

 

O Ponto Final faz manchete precisamente com as falhas apontadas ao IC: “uma cultura de más práticas”. No âmbito do Festival Literário Rota das Letras, este jornal destaca Sérgio Godinho, o “criador mais que perfeito”. Com quase cinquenta anos de canções e de palco, Sérgio Godinho lançou aos 71 anos o seu primeiro romance, acrescenta o matutino.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O foco do Business Daily vai para os hotéis em construção porque o número de quartos actualmente em construção caiu 41 por cento no quarto trimestre do ano passado, em comparação com o mesmo período de 2015.

 

O Macau Daily Times vira atenções para Lai Chi Vun e para uma petição que pede o fim das demolições dos estaleiros navais. O destaque fotográfico é com Philippe Graton, o fotógrafo e autor que coloca a hipótese do regresso de Michel Vaillant a Macau “para uma nova aventura” – uma referência ao protagonista e título da série de livros de banda desenhada do seu pai.

 

O Macau Post Daily escreve que o “presidente do Instituto Cultural promete rever os procedimentos de contratação de pessoal”. Uma garantia deixada depois de um relatório arrasador do CCAC. Este diário diz ainda que a “Polónia acusa a União Europeia de ‘batota’” por causa da reeleição de Donald Tusk.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O China Daily dá grande destaque a Carrie Lam. O jornal oficial chinês diz que a candidata a Chefe do Executivo de Hong Kong promete “elevar a educação a outro nível”. A fotografia publicada na primeira também faz referência aos outros dois candidatos, John Tsang e Woo Kwok-hing.

 

O South China Morning Post publica também uma fotografia parecida que capta o momento da participação dos candidatos num fórum sobre as eleições. Também neste jornal é feito título com uma afirmação de Carrie Lam que se queixa de críticas constantes dos opositores que agora têm também por alvo pessoas os seus apoiantes, como a actriz Josephine Siao.

 

O Standard destaca igualmente no interior o debate que colocou frente a frente os três candidatos ao cargo de Chefe do Executivo de Hong Kong.