Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Poiares Maduro desconfia que a geringonça não chegue ao fim
Sábado, 04/03/2017

O termo pegou e agora falar do Governo de António Costa, apoiado pelo Bloco de Esquerda e o Partido Comunista, sem dizer “geringonça” torna-se impossível. E Miguel Poiares Maduro não acredita que a aliança chegue ao fim da legislatura.

 

“A razão pela qual António Costa fez o acordo com o BE e o PCP não é por o PS estar próximo ideologicamente dos outros dois partidos. Era a única forma do actual primeiro-ministro sobreviver politicamente. As negociações com PSD e CDS foram um faz-de-conta, pois seria o fim de António Costa caso viesse a viabilizar um Governo desses”, diz o antigo ministro-adjunto no programa TDM – Rádio Macau Entrevista.

 

Para a geringonça, uma sentença de Poiares Maduro: “Acho difícil que chegue ao fim.”

 

A entrevista com Miguel Poiares Maduro volta a ir para o ar esta segunda-feira, às 10h30 horas e também está disponível na internet.