Em destaque

28 de Abril: às 12h30, aos balcões do BNU, 1 Euro valia 8.7618 patacas e 1.0867 dólares.

Governo oferece protecção policial à família de Kim Jong-nam
Quinta, 16/02/2017

O Governo da RAEM disponibilizou protecção policial aos familiares de Kim Jong-nam que ainda vivem no território, apurou a Rádio Macau. 

 

A medida foi tomada depois da morte do meio irmão do líder norte-coreano, em circunstâncias ainda por apurar, no aeroporto de Kuala Lumpur, na Malásia. 

 

Kim Jong-nam manteve residência em Macau durante largos anos, onde costumava passar várias temporadas, sendo frequentador habitual de salas de jogo. A segunda mulher, Lee Hye Kyong, de quem Kim Jong-nam estava divorciado, reside também no território há vários anos juntamente com os dois filhos, que frequentaram escolas internacionais e até os escuteiros lusófonos.

 

Kim Han-sol, o filho mais velho, tem actualmente 21 anos e regressou a Macau depois de ter completado estudos superiores na Bósnia e de ter também concluído um mestrado numa das universidades mais prestigiadas de Paris. 

 

Num comunicado divulgado sobre o caso, o Gabinete do Secretário para a Segurança, não confirma nem desmente que familiares de Kim Jong-nam vivam ainda no território.

 

Refere-se, no entanto, que as autoridades locais “estão muito atentas à evolução da situação” e que irão agir nos “termos legais, protegendo a segurança, os direitos e os interesses legítimos dos residentes de Macau, dos viajantes e de todas as pessoas em geral”.