Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

PSP: Multas aumentam 14 por cento e ultrapassam 200 milhões
Segunda, 30/01/2017

O Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP) arrecadou 207 milhões de patacas em multas de trânsito no ano passado, uma receita que representa uma subida de quase 14 por cento face a 2015.

 

O excesso de velocidade e o transporte ilegal de passageiros foram as principais infracções registadas na estrada.

 

De acordo com os dados divulgados na página do CPSP, 2016 foi um ano de altas velocidades. Sobretudo na Ponte Nobre de Carvalho, onde só circulam autocarros públicos e táxis, e onde as multas por execesso de velocidade subiram 6280 por cento, comparativamente a 2015, com o registo de 319 ocorrências.

 

Os casos de excesso grave de velocidade foram seis – o suficiente para representar um aumento de 500 por cento face ao ano anterior.

 

O número total de acidentes de viação desceu quase 3 por cento, para 15.342 casos.

 

As estatísticas do trânsito agora divulgadas apontam também para uma subida significativa das infracções por transporte ilegal de passageiros. O aumento é de 260 por cento – 2016 foi o ano em que a plataforma Uber ameaçou sair de Macau depois de ter acumulado mais de dez milhões de patacas em multas.

 

Já no caso dos taxis, houve menos multas. A descida é de 18 por cento, com a polícia a registar menos casos de recusa de transporte, mas mais casos de cobrança abusiva.

 

Os números de estacionamento ilegal também saltam à vista: mais de um milhão de casos, uma subida de 35 por cento do que em 2015.

 

Em 2016, houve também mais veículos bloqueados nas vias públicas. Há registo de 2.520 casos, mais seis por cento do que em 2015, um aumento que foi acompanhado pela decisão do Governo actualizar as taxas referentes ao depósito e remoção de veículos, já este ano.