Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Quarta-feira)
Quarta, 25/01/2017

Os jornais publicados em Macau fazem manchetes com o silêncio da secretária Sónia Chan na Assembleia sobre o caso da recomendação de um familiar para a Função Pública e também em destaque está o caso de um homem que matou o seu cão à pancada.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun dá conta da detenção de um residente que matou o próprio cão com um pau de madeira. O homem admitiu o acto e culpou o cão por ladrar muito. O caso foi denunciado à polícia pela esposa do agressor.  

 

O Va Kio fez uma investigação aos preços dos bens alimentares nesta altura do Ano Novo Chinês. Este diário diz que, em geral, os preços da comida permanecem estáveis. No entanto, produtos normalmente mais caros, como o marisco, sofreram um aumento nos preços de cerca de 20 por cento este ano.

 

Ou Mun Tin Toi

 

O canal chinês de rádio da TDM vira atenções para a segurança dos templos. No programa Fórum, esta manhã, falou-se da proibição da queima de incenso depois de fechadas as portas dos templos.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Nada a dizer” titula o Hoje Macau a propósito da decisão da secretária para a Administração e Justiça de não comentar as questões levantadas pelos deputados Pereira Coutinho e Ng Kuok Cheong sobre os alegados favorecimentos a familiares, denunciados pelo ex-procurador Ho Chio Meng. O jornal refere ainda que Sónia Chan justificou o silêncio com o facto de o caso estar nas mãos do CCAC e que Coutinho exige a demissão da secretária.

 

A manchete do Jornal Tribuna de Macau é “Governo selou contratação de 24 intérpretes-tradutores”. As contratações de 2016 fazem com que haja agora um universo total de 356 profissionais efectivos nessa área. O destaque fotográfico no JTM remete para as tradições explicadas por Fernando Sales Lopes: “Ano Novo Chinês mantém ‘pureza’”.

 

O Ponto Final faz o título principal com a biodiversidade: “um mau exemplo chamado Macau” - constituem a excepção e não a regra as unidades hoteleiras no território que baniram do menu dos seus restaurantes os pratos confeccionados à base de barbatana de tubarão, acusa o Fundo Mundial Para a Natureza. “Sónia e o silêncio” é outro destaque a propósito do caso da recomendação de familiares.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily realça “o bom começo para o Ano do Galo” – previstos aumentos no número de visitantes e na taxa de ocupação hoteleira. Noutro título deste diário económico lê-se que secretária Sónia Chan “mantém o silêncio” por causa da investigação do Comissariado Contra a Corrupção.

 

“Chan foge de questões de deputados sobre nepotismo”, é a manchete do Macau Daily Times. Em rodapé, com uma fotografia, este matutino vira atenções para o Reino Unido, onde o tribunal decidiu que a primeira-ministra, Theresa May, não pode iniciar o Brexit sem o voto do parlamento.

 

O Macau Post Daily titula “homem mata o seu cão à pancada por ‘ladrar de mais’”. O homem foi detido ontem e admitiu ter batido no animal com pau de madeira. A fotografia mostra o presidente chinês, Xi Jinping, numa visita à província de Hebei, na qual exortou a esforços para o alívio da pobreza.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

Em título, o China Daily escreve que a China aconselha “cautela” aos Estados Unidos – Pequim diz que vai proteger o território depois das ameaças da Administração Trump sobre as contendas no Mar do Sul da China.

 

O South China Morning Post titula que “Hong Kong vai devolver veículos apreendidos a Singapura”. Este jornal sublinha ainda que a empresa de transporte deve, no entanto, enfrentar acusações criminais.

 

O Standard destaca a mesma notícia relacionada com os veículos de transporte militar. As autoridades de Hong Kong impediram, há dois meses, que os veículos provenientes de Taiwan chegassem a Singapura.