Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

APN pede defesa da segurança nacional em Macau e Hong Kong
Terça, 17/01/2017

Os delegados de Macau e Hong Kong à Assembleia Popular Nacional “devem defender de forma determinada a segurança nacional e o primado da lei” nas duas regiões administrativas especiais.

 

Foi essa a principal mensagem transmitida pelo vice-presidente e secretário-geral do Comité Permanente do principal órgão legislativo chinês, Wang Chen que esteve reunido, hoje, em Shenzhen, com os delegados de Macau e Hong Kong.

 

A primeira reunião de 2017 com delegados das duas regiões administrativas especiais no âmbito dos trabalhos da Assembleia Popular Nacional ficou marcada por um forte apelo à unidade, depois de o ano passado ter visto surgirem controvérsias devido ao movimento independentista em Hong Kong.

 

Agora, de acordo com a agência de notícias Xinhua, Pequim voltou a fazer a defesa dos grandes princípios que o Governo Central considera que devem nortear o desenvolvimento das duas regiões.

 

No encontro desta segunda-feira, Wang Chen apelou a que se aplique de forma “incansável, abrangente e correctamente” o princípio “um país, dois sistemas” e as leis básicas, para garantir que a prática da fórmula concebida por Deng Xiaoping continue na direcção certa.

 

O secretário-geral do Comité Permanente da Assembleia Popular Nacional pediu aos delegados que se mantenham “firmes” quando se trata de “questões de certo ou errado e grandes questões de princípio”.

 

Wang pediu também que os delegados “continuem a ajudar a manter a estabilidade e a harmonia social nas regiões administrativas especiais, a dar apoio total aos respectivos chefes do Executivo em governar de acordo com a lei, e a reforçar o desenvolvimento económico e a melhorar a vida das pessoas”.