Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

António Lai: Obras eram discutidas entre Ho e empreiteiro
Sexta, 13/01/2017

As obras no Ministério Público eram discutidas directamente entre o ex-Procurador e o empreiteiro, Wong Kuok Wai, também arguido no caso. Foi que o que António Lai testemunhou durante os 15 anos em que foi chefe de gabinete de Ho Chio Meng.

 

Ouvido como testemunha da acusação no Tribunal de Última Instância, António Lai afirmou que Ho Chio Meng e Wong Kuok Wai se encontravam “para discutir obras” no gabinete do então Procurador. Seriam encontros a dois: nenhum funcionário do MP estaria presente.

 

Ho Chio Meng é acusado de ter beneficiado o empreiteiro e o sócio, Mak Im Tai, com milhares de contratos de obras e aquisição de bens e serviços. Ambos são próximos do ex-Procurador: Wong é casado com uma familiar do ex-Procurador; Mak é amigo de Ho e a cunhada trabalhava no MP. Hoje, António Lai disse tratar-se da secretária do ex-Procurador, desde 2000, pelo menos.

 

De acordo com acusação, Ho Chio Meng contratou familiares e pessoas próximas dos empresários para facilitar as adjudicações dos contratos.

 

Esta tarde, o MP disse que o ex-Procurador arrendou um parque de estacionamento a uma pessoa com quem teria uma “relação próxima”. António Lai disse desconhecer as ligações, mas esclareceu que quem tratou deste assunto foi o motorista de Ho Chio Meng.

 

O TUI analisou ainda a caligrafia de vários documentos que foram encontrados na residência e no gabinete de Ho Chio Meng: foi ouvido um técnico da Polícia Judiciária, que se pronunciou sobre caracteres avulsos. A acusação tentou provar que a letra é do ex-Procurador.

 

Os documentos estavam todos em chinês. Pela tradução em português, não é possível concluir qual é o conteúdo da prova.