Em destaque

Hoje, às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.68 patacas e 1.20 dólares.

Fórum: Echo Chan determinada a cumprir metas de Li Keqiang
Terça, 10/01/2017

De regresso ao cargo de secretária-geral adjunta do Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, Echo Chan definiu hoje como prioridade o cumprimento até 2019 das metas que o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, definiu para Macau.

 

Esta manhã, a responsável marcou presença na recepção da Festa da Primavera do Secretariado e, numa declaração aos jornalistas, agradeceu, desde logo, ao secretário para a Economia e Finanças, Lionel Leong, que a apoiou quando saiu de Macau por motivos pessoais e também no regresso. “Quero agradecer o facto de me ter dado, mais uma vez, esta excelente oportunidade de trabalhar no Fórum Macau, para desenvolver Macau enquanto plataforma”, acrescentou. 

 

Echo Chan tinha exercido o cargo de secretária-geral adjunta do Secretariado Permanente do Fórum Macau em 2015. Agora, de regresso, refere que as principais metas são a execução das cinco medidas integradas no plano a três anos traçado por Li Keqiang quando, em Outubro, marcou presença no Fórum Ministerial. “A plataforma de serviço financeiro para a China e os Países de Língua Portuguesa, a confederação dos empresários, a base de formação de talentos bilingues, o centro incubador de jovens empresários e o projecto das novas instalações para os centros do Fórum”, enumerou.

 

Sobre esse complexo de serviços do Fórum, a TDM recebeu a informação de que houve dados sobre o concurso de arquitectura que, numa primeira fase, foram apenas disponibilizados em chinês, sem tradução para português. Echo Chan alegou desconhecimento, justificando que o processo é da responsabilidade da Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes.

 

Entre as prioridades do Fórum está a transferência para Macau do Fundo de Cooperação para o Desenvolvimento entre a China e os Países de Língua Portuguesa, no valor de mil milhões de dólares. Sem avançar novidades, Echo Chan realça apenas que as negociações “estão a correr bem” e promete todo o empenho para que a mudança ocorra ainda este ano.

 

O Fórum Macau continua com um cargo por preencher, desde Novembro do ano passado, altura em que Cristina Morais deixou o lugar de coordenadora do Gabinete de Apoio ao Secretário Permanente do Fórum. Xu Yingzhen, secretária-geral do Secretariado Permanente, desvaloriza o atraso na substituição com o regresso de Echo Chan, alguém que “tem um conhecimento profundo sobre o trabalho e funcionamento do Fórum”.