Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (segunda-feira)
Segunda, 09/01/2017

A morte de Mário Soares está em grande destaque na imprensa portuguesa publicada no território. Os jornais portugueses também viram atenções, a par dos ingleses, para a manifestação contra os aumentos nas taxas relativas a veículos, enquanto os diários chineses dedicam as primeiras páginas a um caso de polícia.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun dá conta de um caso a envolver dívidas. Um homem da China, que foi mantido refém num quarto de um hotel ilegal na zona do ZAPE, conseguiu fugir das pessoas que o prenderam no local. O homem acabou por saltar para um toldo do edifício e acabou por ser resgatado pelos bombeiros.

 

O Va Kio vira atenções para o mesmo caso e acrescenta que a polícia já interrogou alguns suspeitos.

 

Ou Mun Tin Toi

 

O canal chinês de rádio da TDM acompanha, esta manhã, a actualidade internacional. Numa das notícias diz que a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, chegou às Honduras, onde se vai reunir com o presidente do país, Juan Orlando Hernández. Tsai Ing-wen inicia assim um périplo pela América Central com vista ao fortalecimento dos laços de cooperação.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Hoje Macau dedica quase toda a primeira página a Mário Soares. “O último Gigante”, diz o título. “Democrata. Republicano. Ateu. Profeta da tolerância e da liberdade. Humanista, capitalista, pragmático. Não haverá outro como ele”, acrescenta o jornal. Ainda uma chamada sobre o caso Ho Chio Meng: “defesa ao ataque”.

 

A morte de Mário Soares também tem grande destaque no Jornal Tribuna de Macau, que realça que o “lutador da liberdade” foi “enaltecido em Macau”. Nas chamadas de capa lê-se “milhares de pessoas aderiram a protesto contra aumentos de taxas relativas a veículos” e “agraciados pela RAEM encaram medalhas e títulos como sinal de apreço e incentivo”.

 

O Ponto Final titula “Mário, Macau, Memória e Mácula”. Esta diário refere que “para muitos dos que viveram a recta final da presença de Portugal em Macau enquanto entidade administradora, Mário Soares era ‘o Presidente’" e “nenhum outro político ou governante português conseguiu estabelecer uma relação tão carismática com a comunidade chinesa”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily escreve em título “novo ano, novas preocupações”, com uma fotografia de um parquímetro, o que faz referência ao protesto contra os aumentos de taxas relativas a veículos.

 

“Milhares marcham contra aumentos nas taxas de tráfego”, é a manchete do Macau Daily Times. Em rodapé, este matutino diz que Ung Vai Meng vai sair do cargo de presidente do Instituto Cultural para “dedicar-se ao trabalho artístico”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O China Daily diz que a China “adopta regras para manter honestas” as equipas que investigam alegados casos de corrupção. No destaque fotográfico, este jornal oficial chinês sublinha que há cada vez mais serviços para o transporte de animais de estimação para o estrangeiro.

 

O South China Morning Post coloca em foco a secretária-chefe de Hong Kong. No título lê-se “Carrie Lam exortada a explicar o momento da contratação de um arquitecto”. Em causa estão os controversos planos para a construção do Hong Kong Palace Museum. Este matutino realça ainda que Carrie Lam deve demitir-se esta semana do cargo que ocupa no Governo para concorrer à eleição para Chefe do Executivo.

 

O Standard realça a notícia de que subiu para um nível “sério” a poluição sentida em Hong Kong. Em contraste, uma fotografia publicada neste diário atesta que em Pequim a qualidade do ar atingiu ontem, invulgarmente, níveis positivos.