Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Sexta-feira)
Sexta, 06/01/2017

A imprensa portuguesa dispersa hoje as manchetes pela questão do aumento dos valores das multas, das manifestações previstas para a próxima semana e, ainda, sobre o futuro da casa Amarela junto às Ruínas de São Paulo.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O Ou Mun Iat Pou dedica o principal título à detenção de 23 indivíduos envolvidos numa alegada fraude com dez terminais de Union Pay. O montante envolvido chega aos 750 milhões de dólares de Hong Kong.

 

O Va Kio entrega a manchete ao mesmo assunto. Escreve que a polícia deteve 23 homens envolvidos nesta operação das caixas Union Pay.

 

Canal chinês da Rádio Macau

O Ou Mun Tin Toi tem vindo a dar espaço, esta manhã, ao mesmo assunto sobre o desmantelamento desta rede de operações na Union Pay.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

O Ponto Final destaca na manchete: “Trabalhadores na rua por aumento geral” sobre a manifestação prevista dos trabalhadores do jogo. O jornal também fala da presença em Macau da Orquestra Sinfónica de Londres.

 

O Hoje Macau iniste na controvérsia sobre o aumento dos valores das taxas e multas de trânsito – “Circular é sofer”, escreve na manchete com fotografia a toda a capa. “Ho Chio Meng: exigem-se explicações” é outro dos títulos.

 

No Jornal Tribuna de Macau, “Casa Amarela retorna ao dono com invasão de Snoopy” escreve na manchete sobre o novo inquilino da casa junto às Ruínas de São Paulo.

 

Nos semanários, o Plataforma escreve na manchete “China americana” a propósito do capital chinês que bate recordes nos Estados Unidos. Outro título: “O preço da paz política” sobre o amor à pátria e o produto interno bruto local.

 

O Clarim publica, com grande fotografia, “Oficial e Cavalheiro, Augusto de Athayde, presidente da Ordem de Malta em Portugal”. O jornal publica ainda uma entrevista a um dominicano no Japão - “Escravos disfarçados de estudantes” é o título.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O Macau Daily Times diz na gorda que “Responsáveis pelo planeamento do metro admitem desconhecer os custos da obra”. “Fartos de esperar, sobreviventes do sismo do Nepal começam a reconstruir” é o título de rodapé.

 

O Business Daily escreve “Máquina de dinheiro”, na manchete, em referência ao desmantelamento de uma rede de utilização ilegal de terminais de Union Pay.

 

O Macau Post Daily também faz referência ao assunto na manchete – “Polícia detém 23 indivíduos envolvidos em fraude com a Union Pay”. O jornal também dá conta da venda de carta da princesa Diana por 15 milhões de libras estrelinas.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O South China Morning Post puxa para a primeira “Subsídio de pensões é para durar uma década”. Outro dos títutlos desta primeira é sobre cultura e política - “Carrie Lam admite consultar público sobre projecto de museu” referindo-se à réplica da Cidade Proibida de Pequim. 

 

O China Daily escreve, em manchete, que “Está preparada uma rede de monitorização de tremores de terra”. Em grande destaque, surge uma fotografia de um ciclista e o título -  “Francês, 105 anos, pedala para o record”.

 

A primeira do The Standard é feita de publicidade. Na página dois, surge uma reportagem com uma empresária local de Hong Kong.