Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (quinta-feira)
Quinta, 05/01/2017

A imprensa portuguesa destaca, nas primeiras páginas, ainda os aumentos dos valores das multas de trânsito e a rejeição pelos deputados de um debate sobre sufrágio universal.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O Ou Mun Iat Pou faz referência à explosão de uma caldeira num apartamento que derrubou uma parede e feriu um dos inquilinos.

 

O Va Kio dedica o principal título às explicações do director dos Assuntos de Tráfego sobre os aumentos dos valores das taxas e multas de trânsito. Diz aquele responsável que são justos e podem vir a resolver o problema da lotação de parques de estacionamento.

 

Canal chinês da Rádio Macau

O Ou Mun Tin Toi dá espaço esta manhã ao incêndio de um cabo subterrâneo junto ao StarWorld. Um funcionário da CEM disse que se tratou de uma sobrecarga eléctrica.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

O Ponto Final escreve, na manchete, “Vade retro, sufragio directo” sobre o chumbo, ontem, na Assembleia Legislativa da proposta do debate acerca do sufrágio universal na eleição do Chefe do Executivo, em 2019. “Hábitos, pesos, contas e medidas” é o título relativo à nova sessão do julgamento, ontem, de Ho Chio Meng, no TUI.

 

“Taxativos” é a manchete d´O Hoje Macau. “Aumento de taxas no trânsito continua a gerar polémica”, escreve ainda o jornal. “Jornais, bancas em risco” é outro dos títulos.

 

No Jornal Tribuna de Macau, “DSAT recusa fazer marcha atrás” é a manchete ainda dedicada aos aumentos das taxas e multas. “Pedida investigação a falhas no Parque Central” é outro dos títulos, com fotografia, na primeira da Tribuna.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O Macau Daily Times publica, na manchete, uma reportagem sobre as condições precárias da vida dos trabalhadores imigrantes. Em rodapé, “Assembleia Legislativa caprova novas penas para o assédio sexual”.

 

O Business Daily diz, na manchete, “Por um punhado de dólares” destacando também, na primeira página, que Zhuhai abre um novo caminho para a ponte do Delta.

 

O Macau Post Daily puxa, para a o título maior, as mexidas no Código Penal: “Deputados aprovam alterações na legislação contra crimes sexuais. Quer proteger com mais efuicácia mulheres e menores, disse a Secretária Chan”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O South China Morning Post ornitólogo, esta quinta-feira. Na primeira, surgem piriquitos de crista amarela – “Santuário de piriquitos de Hong Kong à beira da extinção”. O jornal puxa ainda para a primeira o parque tecnológico de Lok Ma Chau, entre Hong Kong e Shenzhen. “Shenzhen teme escassos progressos na fronteira com o parque” é um dos títulos. 

 

O China Daily faz manchete com os gastos dos turistas chineses. “Pagamentos através dos telemóveis disparam”. Em título gordo, o jornal destaca também, “LegCo vai discutir novo plano de saúde”.

 

O The Standard tem a primeira feita de publicidade. Na página dois, “Queda de bamboo mata peão” é o título.