Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Chan Hong pede “reforço” das respostas para cyberbullying
Quarta, 04/01/2017

A prevenção do cyberbullying deve ser reforçada, defendeu Chan Hong, na Assembleia Legislativa. A deputada e presidente da Associação de Educação de Macau levou ao plenário as conclusões de um estudo feito por uma associação, em que a taxa de vítimas entre os jovens é de 86 por cento e a de agressores chega a 82 por cento.

 

De acordo com a análise citada por Chan Hong, os valores apurados em Macau são superiores aos registados em Cantão, Hong Kong, Taiwan e Singapura. “Apenas 20 por cento das vítimas de bullying procuram apoio, o que demonstra que não sabem como lidar com os problemas. Assim, proponho o reforço do apoio aos alunos vítimas de bullying, bem como aos seus encarregados de educação”, sugeriu a deputada, numa interpelação ao Governo.

 

Chan Hong alerta que “61 por cento dos jovens inquiridos são, simultaneamente, agressores e vítimas”. “As escolas têm de reforçar o apoio psicológico, maximizando as funções dos seus docentes e assistentes sociais, com vista à disponibilização de um apoio generalizado”, concluiu.