Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Casinos no Japão são “ameaça” ao segmento VIP de Macau
Segunda, 26/12/2016

A abertura de casinos no Japão pode afectar a indústria do jogo de Macau, caso se verifique um êxodo dos apostadores VIP. A opinião é defendida pelo analista Ben Lee, em declarações à Rádio Macau.

 

“Haverá um impacto. Qualquer destino que possa afectar o mercado VIP – que está, agora, a crescer novamente em Macau e representa à volta de 55 por cento das receitas brutas – é sempre uma grande ameaça para Macau. E eu vejo o Japão como um local que pode representar essa ameaça”, comenta Ben Lee.

 

A lei que legaliza a abertura de casinos no Japão entrou, hoje, em vigor. O analista da IGamiX lembra que o Japão está no topo das preferências dos turistas da China Continental. 

 

No entanto, o processo de abertura de casinos ainda está depende da aprovação de outras normas, que deve acontecer “entre 12 a 18 meses”. Ben Lee também recorda que existe uma forte oposição interna ao plano defendido pelo Governo do primeiro-ministro Shinzo Abe.

 

“Como temos visto, ainda há oposição. O público, em geral, está contra os casinos. Este problema tem de ser resolvido, até ser passada a segunda lei. O governo tem de fazer muita coisa, na área da promoção da educação”, nota Ben Lee.

 

Os críticos consideram que a abertura de casinos pode reavivar o jogo compulsivo e pôr em risco a segurança pública. O Executivo de Tóquio já prometeu ampliar a legislação através de regulamentos que possam prevenir estes problemas.