Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Banco Alimentar com mais pedidos no segundo semestre
Sábado, 24/12/2016

O número de agregados familiares apoiados pelo Banco Alimentar aumentou mais de 200 por cento, no segundo semestre. A revelação é feita à Rádio Macau pelo secretário-geral da Caritas, Paul Pun.

 

Entre Janeiro e Junho, o Banco Alimentar prestou apoio a 1039 famílias. De Julho a Novembro, os números preliminares já apontam para cerca de 2500 agregados.

 

“São pessoas com salários baixos e idosos que vivem sozinhos”, explica Paul Pun.

 

A Caritas gere o Banco Alimentar desde 2011. Actualmente, muitos dos beneficiários vivem na zona das ilhas, sobretudo, no complexo de habitação pública de Seac Pai Van.

 

Outro apoio prestado pela Caritas é direccionado para os sem-abrigo. Apesar de a noite de Natal só ser assinalada hoje, a instituição já organizou uma festa para festejar a data.

 

De acordo com Paul Pun, existem apenas seis pessoas a viver “permanentemente” na rua. A maioria dos sem-abrigo identificados, “cerca de 40”, está num centro da Caritas.

 

“Actualmente, não há muitos nas ruas. Temos encaminhado os casos para centros de idosos. Outros vão para instituições de apoio a deficientes”, indica o secretário-geral da Caritas.