Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Sobrinho de Ho Chio Meng afastado do Gabinete do Procurador
Sexta, 23/12/2016

O sobrinho de Ho Chio Meng citado na acusação contra o ex-Procurador saiu do Ministério Público. Ieong Chon Kit estava no Gabinete do Procurador desde 2008 e foi subindo na carreira enquanto o tio esteve em funções. Com Ip Son Sang no cargo, foi despromovido e agora afastado de vez – uma decisão que terá sido tomada antes do início do julgamento do ex-Procurador.

 

Ieong Chon Kit cessou funções no Gabinete do Procurador por iniciativa do MP a 14 de Dezembro. A decisão foi oficializada dois dias depois de o tio, Ho Chio Meng, ter revelado em tribunal que recebeu telefonemas da actual e da ex-secretária para a Administração e Justiça a recomendar a contratação de familiares.

 

A notícia da saída de Ieong Chon Kit é avançada pela publicação online “Macau Concealers”, ligada à Associação Novo Macau. A informação foi ontem tornada pública, através de uma declaração publicada em Boletim Oficial.

 

Na declaração, refere-se que Ieong Chon Kit sai ao abrigo da norma que autoriza o MP a cessar contrato, desde que informe o trabalhador com uma antecedência mínima de sessenta dias. Neste caso, dois meses antes de Ho Chio Meng ter falado em tribunal.

 

Ieong Chon Kit estava já em caminho descendente desde o ano passado. O sobrinho de Ho Chio Meng foi despromovido em Novembro de 2015, depois de Ip Son Sang ter assumido o cargo de Procurador: passou de Chefe substituto da Divisão de Assuntos Judiciários, cargo que exerceu no último ano do mandato do tio, a adjunto-técnico especialista.

 

O despacho referente à despromoção, publicado em Boletim Oficial, cita uma norma que aponta para duas justificações possíveis: ou o sobrinho de Ho Chio Meng foi despromovido por não ter revelado “capacidade adequada” para “garantir a execução das orientações superiormente fixadas” ou pela “não realização dos objectivos previstos”.

 

Ieong Chon Kit começou a exercer funções no Gabinete do Procurador em 2008, no Departamento de Apoio Judiciário, tendo sido sucessivamente promovido até chegar a chefe de divisão substituto, em 2014.

 

Ieong Chon Kit surge na acusação contra Ho Chio Meng por alegadamente ter beneficiado de uma viagem à Europa, em 2005, paga pelo Ministério Público. Em tribunal, o ex-Procurador confirmou que se fez acompanhar pela mulher e pelo sobrinho numa viagem oficial à Dinamarca e que aproveitaram a deslocação para visitar outros países europeus.

 

Ho Chio Meng disse, no entanto, que recebeu autorização do então Chefe do Executivo, Edmund Ho, e que pagou o bilhete de avião de Ieong Chon Kit.

 

Para justificar a presença na viagem oficial, o ex-Procurador disse que o sobrinho era, na altura, menor. A confirmar-se, Ieong Chon Kit terá hoje, no máximo, 28 anos.

 

A Radio Macau contactou o MP para obter mais esclarecimentos sobre a saída de Ieong Chon Kit, mas não obteve ainda resposta.