Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Sexta-feira)
Sexta, 23/12/2016

Por causa da quadra natalícia que se celebra, a imprensa portuguesa não se publica hoje. Volta às bancas na próxima quarta-feira.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O Ou Mun Iat Pou destaca na manchete o acidente verificado, ontem, no Patane em que uma idosa de 80 anos foi fatalmente atropelada.

 

O Va Kio publica também fotografia do acidente e realça, na manchete, a morte dessa idosa de 80 anos.

 

Canal chinês de rádio da TDM

O Ou Mun Tin Toi tem estado, ao longo da manhã, a dedicar as notícias a esse trágico acidente no Patane.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

Devido à quadra natalícia, os diários em língua portuguesa não se publicam hoje. O semanário Plataforma também não se publica devido à quadra que atravessamos.

 

O Clarim diz em primeira página “Natal 2016”. “Liberdade religiosa difere de Ocidente para Oriente”, é uma citação da entrevista a Beatrice Leung, a religiosa professora universitária em Taiwan.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O Macau Daily Times publica, na primeira, fotografia da cerimónia do dia da RAEM e, em manchete, “Chefe do Executivo prudente com economia em 2017”. Depois, em rodapé, “Corte de relações de São Tomé com Taiwan abre caminho ao Fórum Macau”.

 

O Business Daily escreve, na primeira página, “Desejos de Natal dos trabalhadores”. Diz o jornal que os trabalhadores do Galaxy juntaram-se , no protesto, à Associação dos Funcionários Públicos de Macau. Na primeira, surge ainda um editorial – “Já Basta” sobre o serviçio de táxis.

 

O Macau Post Daily escreve, em manchete, “Residentes querem sociedade livre de corrupção”. 

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O South China Morning Post afirma na manchete que “Escolhas de Trump fazem aumentar as fricções”. O jornal escreve ainda que o smog nas cidades chinesas coloca sérios problemas de saúde pública.

 

O China Daily diz, em manchete, que “Reserva de moeda estrangeira é adequada”. “Um satélite com retrato mais claro sobre a emissao de gases”, é outro título que pontua nesta primeira página.

 

A primeira do The Standard está feita de publicidade. Na segunda página surge uma entrevista a um empresário local ligado à pastelaria.