Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Terreno de Chan Chak Mo na Ilha da Montanha sob investigação
Quinta, 22/12/2016

O grupo Future Bright, do deputado Chan Chak Mo, arrisca pagar 48 milhões de patacas às autoridades de Zhuhai por atrasos na exploração de um terreno na Ilha da Montanha. O caso está sob investigação do Comité Administrativo de Planeamento e de Terras da Nova Zona da Ilha da Montanha, com a empresa a contestar a ideia de que o lote está desocupado.

 

O terreno, com cerca de 20 mil metros quadrados, foi comprado pela Future Bright em 2014 e situa-se no parque industrial de cooperação Guangdong-Macau. O preço inicial da licitação foi de 260 milhões de patacas.

 

Em comunicado à bolsa, o grupo revela que foi notificado de uma investigação promovida pelas autoridades de Zhuhai, durante 30 dias: até ao final do próximo mês, o Comité Administrativo vai decidir se a empresa é responsável pelos atrasos no desenvolvimento do lote.

 

Em caso afirmativo, o terreno poderá ser considerado desocupado  - isto se a conclusão for que passou mais de um ano desde o lançamento da primeira pedra sem haver construção. Outro cenário possível, é o pagamento de uma sobretaxa: 48 milhões de patacas, caso se entenda que o prazo de um ano não foi ultrapassado. 

 

A Future Bright refuta as alegações, defende-se com motivos de força maior e factores externos à empresa. Diz também que pediu para que fossem alargados os prazos de aproveitamento do terreno, sem ter obtido, até hoje, qualquer resposta.

 

O grupo refere ainda que já começou alguns trabalhos de preparação do terreno, tendo já feito o concurso para a construção das fundações.

 

Em declarações anteriores à bolsa de Hong Hong, a empresa indicou estar à espera da aprovação do projecto para pedir, finalmente, a licença para a construção das fundações.

 

O projecto inicial da Future Bright para a Ilha da Montanha inclui uma praça de restauração com mais de 50 restaurantes e lojas, estando também previsto um centro de exposições.