Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Gabinete de Sónia Chan confirma recomendação de familiar
Quarta, 14/12/2016

O Gabinete da secretária para a Administração e Justiça confirmou, à imprensa local, que Sónia Chan recomendou um familiar ao antigo Procurador da RAEM, na altura em que era coordenadora do Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais. Segundo as informações avançadas ao Ponto Final, esse familiar acabou por ser contratado pelo Ministério Público (MP). O gabinete da secretária confirma assim o episódio, que remonta a 2008, avançado por Ho Chio Meng, no julgamento em que é arguido por suspeitas de corrupção.

 

Numa sessão do julgamento, na segunda-feira, Ho Chio Meng tinha revelado que Sónia Chan, tal como a antiga secretária para a Administração e Justiça, Florinda Chan, lhe tinham telefonado a recomendar familiares, quando desempenhava as funções de Procurador. Apesar de confirmar o telefonema, o gabinete da se­cretária nega que o telefonema tenha resultado em “qualquer pressão ou troca de interesses”.

 

O Ponto final contactou ainda “vozes conhecedoras do di­reito local”, que pediram para não serem identificadas, para perceber que consequência pode haver para estes actos. As fontes explicaram que, dada a ine­xistência do crime de tráfico de influência nos códigos jurídicos do território, Sónia Chan dificilmente incorre em responsabilidades de na­tureza criminal. Porém, não afastam a possi­bilidade de ter havido um in­fracção administrativa e consideram este tipo de comportamento “eticamente reprovável”.

 

Pereira Coutinho já veio pedir à secretária, e número dois do Governo, para dar o exemplo. Ao Ponto final, o deputado defende mesmo a demissão de Sónia Chan.