Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Leonel Alves defende listas nominativas
Sábado, 07/01/2012
O deputado e membro do Conselho Executivo, Leonel Alves, concorda com o aumento de mais dois deputados pela via directa e outros tantos pela via indirecta, mas lança a possibilidade de se optar por listas nominativas na eleição para a Assembleia Legislativa. "Listas nominativas em vez das listas que temos agora é um cenário mais revolucionário, mas é uma hipótese que deve ser considerada", disse à Rádio Macau. Quanto a eventuais mudanças no sistema de contagem de votos, considera que "teoricamente é possível, mas é uma prática de décadas e alterações nesse sentido é preciso precaver as consequências. Nesta sistema de listas, com mais dois deputados pela via directa e indirecta ou outro número a base do sistema de Hondt não deve ser alterada". A lista nominativa permite ao eleitor escolher os deputados nome a nome e não votar apenas numa lista, como até agora.

Em declarações à Rádio Macau, Leonel Alves diz que o aumento de quatro deputados nas eleições de 2013 é uma boa solução. No que se refere ao sufrágio indirecto, Leonel Alves diz que o sector profissional e dos assuntos culturais, desportivos e assistenciais devem eleger mais um deputado. Quanto ao Colégio Eleitoral que escolhe o Chefe do Executivo, Leonel Alves concorda que o número aumente dos actuais 300 para 450 membros.