Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Quarta-feira)
Quarta, 07/12/2016

O aviso do secretário Raimundo do Rosário de que vão aumentar em 2017 as obras nas estradas e os bons resultados dos alunos de Macau no PISA são temas em destaque na imprensa local. Em Hong Kong, os jornais destacam mais uma altercação entre os membros do Governo, CY Leung e John Tsang.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O jornal Ou Mun destaca o segundo dia de debate sectorial na Assembleia Legislativa com o secretário para os Transportes e Obras Públicas. Raimundo do Rosário avisou que o número de obras rodoviárias vai ainda aumentar mais em 2017 e antevê o agravamento dos problemas de trânsito.

 

O Va Kio dá conta de um caso de polícia. Um homem foi detido depois de ter pegado fogo à casa. O homem terá incendiado o apartamento da família depois da esposa ter recusado em dar-lhe mais dinheiro. A mulher acabou por conseguir extinguir o fogo. 

 

Ou Mun Tin Toi

 

O canal chinês de rádio da TDM coloca em foco, esta manhã, os resultados do Programa Internacional de Alunos (PISA) da OCDE. A directora dos Serviços de Educação e Juventude mostrou-se satisfeita com as melhorias e diz que o investimento e as políticas para a educação favoreceram o desenvolvimento educativo no território.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

“Tem juízo” é o título do Hoje Macau sobre a recusa do Tribunal de Última Instância ao requerimento de Ho Chio Meng. O ex-procurador pedia que o presidente do Tribunal de Última Instância não fizesse parte do colectivo que o vai julgar, alegando que a presença de Sam Hou Fai noutras fases do processo o impedia de participar no julgamento. A fotografia de primeira remete para uma entrevista com o artista plástico Lai Sio Kit.

 

A manchete do Jornal Tribuna de Macau diz “compradores do Pearl Horizon deixam de pagar aos bancos”. O presidente da Associação dos Compradores garantiu que os proprietários não voltarão a pagar aos bancos enquanto não obtiverem uma resposta satisfatória do Governo e da constru­tora Polytec. Além disso, vão manifestar-se à porta da sede do grupo no Dia da RAEM. No destaque fotográfico do JTM lê-se “RAEM no top 5 da igualdade educativa”.

 

O Ponto Final titula “o ano do caos”. A Taipa está transformada num imenso estaleiro a céu aberto e a península para lá caminha, mas o cenário poderá ser ainda mais problemático no próximo ano, avisou ontem o secretário para os Transportes e Obras Públicas na Assembleia Legislativa. Na primeira, este matutino foca as queixas de ruído e pó no Centro Hospitalar Conde de São Januário.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily escreve em título: “trabalhos rodoviários na calha” – o secretário para os Transportes e Obras Públicas, Raimundo do Rosário, confirmou que o problema vai agravar-se no próximo ano. Noutro título, este diário económico sublinha o aumento das exportações, mas também a descida na mão-de-obra.

 

Na manchete do Macau Daily Times lê-se que os alunos de Macau “estão a ficar mais espertos”, a propósito dos resultados do PISA, relativo a 2015. Este jornal publica uma grande fotografia de Rueibin Chen, com o título a dizer apenas “o pianista”.

 

O Macau Post Daily escreve que “Seac Pai Van foi atingida por dois casos de violência doméstica”. Dois moradores do complexo de habitação pública foram detidos pela Polícia Judiciária. Noutro título, este matutino dá conta do pedido de Donald Trump para que se cancele a encomenda do novo Air Force One. O presidente eleito dos Estados Unidos considera que a aeronave vai ficar “muito cara”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O China Daily vira atenções para a crise política na Coreia do Sul, com o título “Park Geun-hye deverá preferir demitir-se nos próprios termos”. Noutro título deste jornal oficial chinês lê-se que “Estados Unidos reafirmaram política de uma só China”, na sequência de um telefonema entre o presidente eleito, Donald Trump, e a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen.

 

O South China Morning Post diz que o Chefe do Executivo de Hong kong, CY Leung, repreendeu o secretário para as Finanças, John Tsang, por causa dos juramentos dos deputados. Grande destaque neste diário também para a Coreia do Sul: “empresas de topo escrutinadas, enquanto Park é alvo de processo de impugnação”.

 

A manchete do Standard diz “CY no escuro sobre a omissão de questões por parte de Tsang”. O secretário para as Finanças terá planeado omitir perguntas de quatro deputados que enfrentam a possibilidade de perder os lugares no âmbito de uma revisão judicial.